Domingo, 27 de Novembro de 2022

Luís Nunes inicia época na Rampa Porca de Murça com Skoda Fabia Rally2 Evo

O piloto tricampeão nacional de Turismos de Montanha, Luís Nunes, inicia a defesa do seu título este fim de semana, na tradicional Rampa Porca de Murça, ao volante de um Skoda Fabia Rally2 Evo.

-PUB-

O piloto natural de Valpaços vai, em 2022, perseguir o tetracampeonato na categoria de Turismos, uma das mais competitivas do Campeonato de Portugal de Montanha. Depois de se ter sagrado campeão nacional em três modalidades diferentes, – Perícias, Velocidade e Montanha – Luís Nunes admite que chegou a ponderar fazer uma pausa na sua carreira, devido à falta dos apoios que necessitava para fazer um novo projeto. Contudo, o desafio de alguns amigos e patrocinadores motivou-o a continuar na competição, numa estreia ao volante de um Skoda Fabia Rally2 Evo.

O piloto declara que tem que “destacar o meu irmão, Vítor Nunes, e os meus patrocinadores, em especial o Município de Valpaços, na pessoa do Dr. Amílcar Almeida, que foram fundamentais para que eu pudesse continuar a correr”; e afirma que “este Skoda é um carro menos competitivo do que o Ford Fiesta R5+ que usámos nos últimos anos. Estamos a construir um novo carro especificamente para a Montanha, mas que não ficou pronto a tempo desta primeira prova. O objetivo em Murça é acumular o máximo de pontos possível na categoria Turismos e na Divisão 1. Gosto deste traçado, estou a correr perto de casa e vou tentar começar bem a luta por novo título”.

A tradicional Rampa Porca de Murça é a primeira de oito provas do Campeonato de Portugal de Montanha. Disputa-se já este sábado e domingo, sob o planeamento do CAMI Motorsport.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.