Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Martelos pneumáticos roubados foram recuperados

Oito martelos pneumáticos, roubados na zona de Mondim de Basto, foram apreendidos, pelo NIC da GNR de Vila Real, quando estavam a ser usados numa pedreira de granito, em Cabeceiras de Basto. Nesta operação que envolveu militares do posto da GNR desta última vila, foram identificados um receptador, um empresário ligado ao sector dos granitos […]

Oito martelos pneumáticos, roubados na zona de Mondim de Basto, foram apreendidos, pelo NIC da GNR de Vila Real, quando estavam a ser usados numa pedreira de granito, em Cabeceiras de Basto. Nesta operação que envolveu militares do posto da GNR desta última vila, foram identificados um receptador, um empresário ligado ao sector dos granitos e os dois autores dos furtos (de 25 e 30 anos de idade) que são naturais de uma freguesia de Celorico de Basto e que tinham roubado os martelos pneumáticos, em Abril deste ano, em dois assaltos, perpetrados a uma firma de materiais de construção. Na altura, o valor do furto foi calculado em cerca de cinco mil euros.

Os dois larápios já andavam debaixo de olho das autoridades, por suspeita de que estejam ligados ao consumo de estupefacientes. O industrial que, supostamente, os terá comprado, é uma figura conhecida na região e, agora, conjuntamente com os dois autores dos furtos, ficou sob inquérito judicial.

A recuperação destas ferramentas vem na sequência de outras, já concretizadas pelo NIC da GNR de Vila Real, nas zonas onde existem explorações de granito, nomeadamente em Pedras Salgadas, Vila Pouca de Aguiar, Ribeira de Pena e Mondim de Basto.

Desde o início do ano, cerca de duas dezenas destes instrumentos foram recuperados, pelas autoridades. A última recuperação ocorreu em Parada, aldeia do concelho de Vila Pouca de Aguiar, onde algumas das ferramentas roubadas foram encontradas, no interior de uma residência.

Os martelos pneumáticos possuem multifunções e são instrumentos que, depois de furtados pelos larápios, são vendidos a alguns donos de pedreiras que os adquirem, a baixo preço.

 

Jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.