Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
©Márcia Fernandes

Ministro aprova Escola Superior de Hotelaria e Bem-Estar do Alto Tâmega

O Governo aprovou a criação de uma nova escola superior do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) em Chaves, com licenciaturas dedicadas ao turismo e bem-estar.

-PUB-

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, revelou a decisão de homologar a criação da nova escola superior durante a apresentação do projeto, que decorreu hoje no AquaValor, em Chaves, numa cerimónia que contou com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

“Homologo a inserção da escola numa rede europeia em estreita articulação em atividades de investigação e de inovação no laboratório colaborativo AquaValor assim como em estreita articulação coma Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Tâmega, incluindo a inovação e desenvolvimentos de projetos empresariais de valorização de novos produtos e sistemas da água”, referiu o ministro Manuel Heitor na cerimónia de apresentação do projeto.

Agora, de acordo com o presidente do IPB, o próximo passo, será “a criação de uma comissão instaladora para tratar de todo o processo”.

O Campus da Água deverá entrar em funcionamento já no ano letivo de 2022/2023, acredita Orlando Rodrigues.

O projeto da nova unidade orgânica foi apresentado nas instalações do AquaValor, já anteriormente aprovada pelos órgãos internos do IPB e que até à data estava a aguardar aprovação por parte do Governo, está alinhada com as estratégias da própria região e com aquilo que tem sido o trabalho do IPB na valorização dos recursos endógenos, como é a água, mas também no âmbito da investigação desenvolvida ao longo dos últimos anos ligada ao potencial da água e do termalismo no Alto Tâmega.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.