Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Não há memória de tão pouca água nas barragens

É um dos temas que marcam a atualidade. A falta de água colocou o país em alerta. Há setores a meio gás e até barragens que deixaram de produzir energia. Uma coisa é certa, quem vive perto das barragens não tem memória de tão pouca água

Quem chega à barragem do Vilar, em Moimenta da Beira, dá de caras com um cenário nunca antes visto, pelo menos não há memória de níveis tão baixos de água. Aquela que é a maior barragem do distrito de Viseu, com cerca de nove quilómetros de albufeira, está a funcionar com 19% da capacidade habitual.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.