Sábado, 3 de Dezembro de 2022
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Obras dos Paços do Concelho de Macedo de Cavaleiros concluídas

Transferência acontece dia 2 de novembro e ocorre após trabalhos de melhoria da eficiência energética

PUB

Concluídas as obras de requalificação do edifício dos Paços do Concelho de Macedo de Cavaleiros, dois anos após o arranque dos trabalhos, os serviços municipais vão regressar ao edifício já na próxima quarta-feira, dia 2 de novembro.

A intervenção representou um investimento superior a 500 mil euros, parcialmente cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito de uma candidatura de eficiência energética ao Programa Operacional do Norte (PO NORTE) e pelo Programa BEM (Programa de Beneficiação dos Equipamentos Municipais).

Além de proporcionar melhores condições aos trabalhadores e munícipes que se dirijam aos serviços municipais, com a conclusão dos trabalhos ficam garantidas condições para reduzir os custos com a fatura energética. “Os trabalhadores regressam agora a um edifício com melhores condições, em particular ao nível da eficiência energética, e que nos irá permitir reduzir a fatura com o aquecimento no período do inverno que, em Trás-os-Montes, é muito rigoroso”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, Benjamim Rodrigues. Isto porque é “um edifício antigo, que nunca tinha sofrido obras de grande relevo e onde, por exemplo, o isolamento térmico se encontrava muito degradado”. Essa situação obrigava a que no inverno se registassem gastos avultados com o aquecimento dos espaços. Outro dos problemas identificado e que motivou os trabalhos agora concluídos, dizia respeito a infiltrações e que, em alguns casos, “até seria prejudicial para a saúde dos nossos trabalhadores”, acrescenta o autarca macedense.

Benjamim Rodrigues refere que “os trabalhos acabaram por ser mais demorados do que o inicialmente previsto, porque as obras arrancaram em plena pandemia, atravessando períodos em que a paralisação do país foi quase total”. “Além disso, o empreiteiro teve alguns problemas com a obtenção de alguns materiais, que não só encareceram muito como, em alguns casos, chegaram a escassear”, explica Benjamim Rodrigues.

Durante o decorrer dos trabalhos foram ainda detetadas várias outras necessidades de intervenção, nomeadamente a substituição da rede informática e elétrica e o melhoramento nas condições de acessibilidade dos munícipes.

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.