Sábado, 2 de Julho de 2022

Obras no Parque termal começam este mês

Obras no Parque Termal começam este mês É o maior investimento turístico da região do Alto Tâmega A 30 deste mês, vai ser colocada a primeira pedra das obras de requalificação do Parque Termal de Pedras Salgadas. Trata- -se de um investimento de quarenta e cinco milhões de euros que surge no âmbito do projecto […]

Obras no Parque Termal começam este mês

É o maior investimento turístico

da região do Alto Tâmega

A 30 deste mês, vai ser colocada a primeira pedra das obras de requalificação do Parque Termal de Pedras Salgadas. Trata- -se de um investimento de quarenta e cinco milhões de euros que surge no âmbito do projecto “Aquanattur”, o qual envolve, também, o Parque Termal de Vidago.

 

 

A data tornada pública foi avançada, após uma reunião entre o Presidente da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, Domingos Dias, e o Presidente da Unicer, Pires de Lima.

“Criar dois dos melhores pólos espaços termais da Europa” é o objectivo deste empreendimento que vai criar cerca de duzentos postos de trabalho. Em Pedras Salgadas, a Unicer pretende reorganizar todo o parque, reformulando o hotel com SPA integrado, cujo projecto foi da autoria de Siza Vieira.

No Parque de Vidago, será construído um novo SPA e um espaço cultural, além da extensão do actual campo de golfe, para 18 buracos. A unidade hoteleira passará de quatro para cinco estrelas.

O projecto conta com o envolvimento da Associação Portuguesa para o Investimento (API) e irá beneficiar dos incentivos fiscais contemplados na legislação para o aproveitamento turístico da região do Alto Tâmega. A sua conclusão estava prevista para o Verão para 2008, mas só em 2009 é que as obras deverão estar terminadas.

Com este grande empreendimento turístico, a Unicer pretende alcançar uma taxa média de ocupação entre os 55% a 60%. Os nichos de mercado-alvo, na estação alta, são a Grande Lisboa, o Grande Porto, e algumas zonas de Espanha, em especial o mercado galego. Já no período baixo, a captação será dirigida ao público do Norte do País.

De referir que a exploração da empresa Vidago, Melgaço e Pedras Salgadas (VMPS), que já pertenceu a Sousa Cintra e a Jerónimo Martins, foi adquirida, pela Unicer, em 2002, a este grupo de distribuição. O valor da compra ascendeu a um montante de 145 milhões de euros e incorporou 17 milhões de euros correspondentes ao passivo da VMPS. Após a integração da VPMS, o volume de negócios da Unicer foi calculado em cerca de 390 milhões de euros.

 

Jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.