Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Polidesportivo de Souto Maior requalificado e “de portas abertas a todos”

O Polidesportivo de Souto Maior, freguesia do concelho de Sabrosa, foi (re)inaugurado esta manhã. De "cara lavada", com condições melhoradas, conta receber o seu primeiro torneio a 10 de abril

De acordo com Beatriz Garcia Real, presidente da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa (ACDR) de Souto Maior, junto à sede da qual se encontra o recém-inaugurado Polidesportivo, “o campo pertence à Junta de Freguesia, que nos cedeu todo o espaço, durante 10 anos, para podermos pedir o apoio ao IPDJ com vista à requalificação desta estrutura que é tão importante para todos nós”.

A Associação “reúne várias faixas etárias e, portanto, esta requalificação é uma mais-valia. O campo já era usado pelos jovens, sobretudo aos domingos. Agora, certamente, irão jogar com outro gosto, com mais segurança e outras condições. Vamos, ainda, voltar a reativar, pelo menos, um balneário porque a Associação tem em mente organizar torneios de futebol de cinco”.

O torneio planeado para esta tarde foi adiado. Embora tivesse “12 equipas inscritas, de diferentes idades e, inclusive, uma equipa feminina, face à previsão do tempo, teve que ser cancelado e está previsto realizar-se a 10 de abril. Iremos abrir, novamente, as inscrições e as portas do campo estão abertas a toda a gente, não só à população de Souto Maior, como a todos os munícipes de Sabrosa e a todos, no geral, desde que cumpram as regras”.

Para Helena Lapa, presidente da Câmara Municipal de Sabrosa, “todo e qualquer investimento nesta área é sempre um bom investimento, porque é um investimento nas pessoas e na prática desportiva. Quando as pessoas se juntam por uma causa comum, as coisas funcionam sempre muito bem”.

A requalificação resultou “de uma candidatura ao PRID (Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas) do IPDJ, que comparticipou cerca de 45% do investimento. A Câmara Municipal assumiu os restantes 55%. Para além disto, contribuiu com a requalificação das redes de vedação, nos restantes arranjos, com um investimento total de 25 mil euros”, explicou a autarca.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.