Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Potencialidades turísticas e gastronómicas estiveram em debate

O Solar de Vila Pouca, situado na freguesia de Atei, Mondim de Basto, foi o local escolhido para uma conferência subordinada ao tema Turismo, Gastronomia e Vinhos: Uma Visão no Tâmega - Mondim de Basto, organizada pela Tameobris - Associação para o Desenvolvimento e Promoção do Baixo Tâmega.

A sessão decorreu no sábado, e foi desenvolvida em parceria com a câmara municipal e a junta de freguesia de Atei, com o envolvimento de produtores e empresários locais da área da restauração e do vinho que apresentaram as suas atividades e o contributo que dão na promoção dos produtos endógenos.

O presidente da câmara municipal, Bruno Ferreira, aproveitou a oportunidade para partilhar a estratégia do município para a promoção e valorização de setores tão importantes para o concelho, como é o caso do turismo, da gastronomia e dos vinhos, que integram produtos de excelência e que a autarquia pretende ver mais valorizados.
Paulo Pereira, proprietário da “Adega Regional 7 Condes”, destacou na sua apresentação a riqueza da gastronomia local e, particularmente, a excelência da carne maronesa que integra, desde sempre, os seus menus.

A temática dos vinhos foi tratada por Fernando Gabriel Afonso, proprietário da “Quinta D’Ónega” e produtor de vinho verde do concelho. Mondim de Basto e, especificamente, a zona de Atei, junto ao Vale do Médio Tâmega, “reúnem condições únicas para o desenvolvimento das castas tradicionais e típicas das regiões mais interiores dos vinhos verdes, onde estas conseguem revelar o máximo do seu potencial”.

A iniciativa pretendeu “conhecer a realidade de cada concelho, para futuramente se trabalhar no sentido de melhorar a promoção e divulgação do território”.

Esta conferência terminou com a mostra de alguns produtos e vinhos da região, que puderam ser degustados por todos os participantes.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.