Quarta-feira, 28 de Julho de 2021

“Pretende-se que os alunos desenvolvam o seu sentido crítico”

A polémica foi gerada depois de dois alunos de Vila Nova de Famalicão terem chumbado depois de faltarem a todas as aulas da disciplina por opção dos pais, que dizem que os temas abordados devem ser da responsabilidade das famílias.

-PUB-

A disciplina é obrigatória desde o ano letivo 2017-18, mas já antes havia muitas escolas a lecioná-la. Na altura, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, referiu que a obrigatoriedade “vem legitimar muitas das práticas que já aconteciam nas nossas escolas e que agora ficam regulamentadas”.

A VTM foi tentar perceber o que se ensina na disciplina, que está organizada em três grupos. O primeiro grupo aborda temas obrigatórios e inclui direitos humanos, igualdade de género, interculturalidade, desenvolvimento sustentável, educação ambiental e saúde. O segundo grupo inclui sexualidade, media, instituições e participação democrática, literacia financeira e educação para o consumo, segurança rodoviária e risco. O terceiro grupo contempla empreendedorismo, defesa e paz, bem-estar animal ou voluntariado.

A

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.