Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Qualificação turística do concelho avança

O Município de Mondim de Basto viu recentemente aprovado, pelo Programa Operacional Regional Norte (ON2), um projeto para “Capacitação Institucional e Promoção Turística do Concelho”. Trata-se de um projeto orçado em 119.633,49€ e comparticipado em 85% pelo QREN, que tem como principal objetivo afirmar o concelho no sector do turismo, promovendo-o e capacitando-o enquanto entidade estratega, inovadora e impulsionadora do desenvolvimento local.

-PUB-

A operação agora aprovada abrange cinco grandes ações e inclui um Estudo de Estratégias de Desenvolvimento de Turismo Ativo e de Natureza; um Plano de Comunicação Turístico, que prevê a renovação da identidade visual do Posto de Turismo; faz ainda parte deste projeto a Criação de um Sítio Turístico e a Renovação do Sítio Institucional; a Inovação Organizacional e a Elaboração de um Roteiro Turístico que disponibilizará ao visitante a oferta do concelho ao nível do património natural, cultural e gastronómico.

Para o presidente da Câmara, Humberto Cerqueira, esta candidatura agora aprovada é mais um ponto importante para a promoção turística do território. A autarquia quer valorizar o rico património natural do concelho, criando riqueza e dinamismo social.

Recorde-se que ainda neste Quadro Comunitário a autarquia viu aprovada uma candidatura à Loja Interativa de Turismo, no valor de 170 000 € e está em fase de conclusão a obra “Casa Abrigo e Centro BTT de Mondim de Basto”, com um valor de 150 000 euros.

Estas três ações representam um investimento de perto de meio milhão de euros, na promoção e valorização turística do território.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.