Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Seis milhões de euros vão ser aplicados na recuperação de edifícios

Os novos órgãos autárquicos do concelho de Mondim de Basto, eleitos no sufrágio de 1 de outubro, tomaram posse no domingo, numa cerimónia que decorreu no auditório da Assembleia Municipal.

Assumiram funções Humberto Cerqueira, presidente da Câmara, Teresa Rabiço da Costa, Fernando Maria Dinis de Carvalho Gomes, Paulo Jorge Mota da Silva e Duarte Nuno Moreira Lage, como vereadores. Humberto Cerqueira tem 51 anos, é professor do ensino secundário e foi reeleito para o seu terceiro e último mandato.

No mesmo dia tomaram ainda posse os membros da Assembleia Municipal que juntamente com os seis presidentes eleitos nas Juntas de Freguesia constituem este órgão. Valentim Carvalho Macedo foi reeleito para o segundo mandato como presidente da Assembleia Municipal de Mondim de Basto, tem 64 anos e é professor aposentado.

No seu discurso de tomada de posse, o presidente da Câmara assumiu o “desafio é de fazer deste mandato o melhor de todos em benefício de Mondim e dos mondinenses. Irei governar a câmara com os olhos no futuro, para além de 2021”. 

O autarca deixou a garantia de “manter Mondim de Basto como um município transparente, rigoroso nas contas, com bons resultados financeiros. Mas queremos mais. Queremos um município com ambição: vamos trabalhar para assegurar o futuro”.

Humberto Cerqueira focou o seu discurso no futuro e no investimento que está assegurado para os próximos anos, explicando que “tomamos uma opção em devido tempo, fizemos os projetos, asseguramos o financiamento e agora estamos em condições de executar um conjunto de obras, com financiamento da União Europeia. Vamos investir cerca de seis milhões de euros na recuperação de edifícios que vão criar novos equipamentos e melhorar o espaço urbano. Serão executados ainda outros projetos nas áreas do transporte, mobilidade, iluminação pública, património e turismo de natureza”. 

A questão das acessibilidades ao concelho, que nos últimos anos, mereceu a atenção e empenhamento do executivo, também foi realçada por Humberto Cerqueira, que referiu que “as obras da nova ponte e da variante com a ligação rápida a Celorico de Basto e à rede de autoestradas, deverão começar já no primeiro semestre do próximo ano e serão uma janela de oportunidade para o nosso desenvolvimento e crescimento”.

O presidente deixou a garantia de continuar a trabalhar para criar condições para atrair mais investimento privado “no sentido de tornar o nosso território mais atrativo para a implantação de empresas e para ser mais visitado e usufruído”. 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.