Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021

Três milhões de euros para requalificar hospital

O hospital de Bragança vai ser remodelado e ampliado. As obras, com valor superior a três milhões de euros, foram oficialmente entregues ao empreiteiro na terça-feira.

-PUB-

São obras aguardadas há vários anos e contemplam o bloco operatório, o laboratório de Patologia Clínica e a construção de uma nova central de esterilização, informou a Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, em comunicado.

Na mesma nota, a ULS do Nordeste revela que se trata de “um investimento global de mais de três milhões de euros, financiado em cerca de 2,5 milhões de euros por fundos comunitários, através do Programa Operacional Regional do Norte – Norte 2020”, sendo que “os trabalhos vão melhorar as condições no principal hospital do distrito de Bragança, nomeadamente ao nível do bloco operatório, que passará a contar com três salas de operações, duas salas de indução (anestesia), zona de recobro com seis camas e diversos espaços de apoio”.

Ainda de acordo com a ULS do Nordeste, a nova central de esterilização “terá circuitos totalmente independentes de transporte de materiais, assim como de circulação de pessoas, garantindo toda a segurança imprescindível nos procedimentos deste foro”.

Outra intervenção destas obras decorrerá no laboratório de análises, para o qual está previsto “um moderno posto de colheita para análises com quatro salas de recolha e uma ampla sala de espera, com 60 metros quadrados”, espaço que “terá ainda laboratórios de microbiologia, bioquímica, imunologia, hematologia e imuno-hemoterapia”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.