Domingo, 19 de Setembro de 2021
@DR

Valter Hugo Mãe expõe em Alfândega da Fé

Este ano o artista comemora 25 anos de carreira.

-PUB-

Valter Hugo Mãe é escritor, artista plástico, editor e cantor. A versatilidade é marca indelével do seu trabalho literário e artístico. Detentor de vários prémios e reconhecimentos na escrita, onde se destaca o prémio literário José Saramago com a obra O Remorso de Baltazar Serapião, é na sua vertente de artista plástico que Valter Hugo Mãe se vai apresentar a solo na Casa da Cultura Mestre José Rodrigues, em Alfândega da Fé.

“Um pouco depois da terra, muito antes da morte” é o nome da exposição que apresenta numa tentativa de aproximação a Deus, de compreensão dos desígnios da fé, de procura da verdade naquilo que é transcendente.

Para Valter Hugo Mãe, esta sacralização da arte é “um modo de medir nossa humildade, nosso temor e nossa pretensão”. O fascínio do artista pelos domínios de Deus, fé, vida e morte, arte, levaram-no a apresentar a exposição composta por 21 obras inéditas, no ano em que comemora 25 de carreira e 50 de existência.

Recorde-se que Valter Hugo Mãe fez parte do coletivo de artistas da exposição da Bienal Internacional de Arte de Gaia, no polo de Alfândega da Fé. Mostra que agora termina dando lugar ao espólio singular deste artista.

A inauguração da exposição em Alfândega da Fé tem lugar a 26 de agosto, às 18 horas e conta com a presença do autor Valter Hugo Mãe, do curador António Franchini, de Agostinho Santos, Diretor da Bienal Internacional de Arte de Gaia e coordenador do Projeto Onda Bienal , entre outras figuras de destaque do panorama artístico nacional.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.