Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Vila Poua, 1 | Régua, 1

Início muito lento, com as equipas a estudarem-se mutuamente, com a bola a circular entre o meio-campo e a defesa, o que irritava o público, que pedia velocidade nas jogadas. Mas de nada adiantava porque os jogadores das duas equipas não estavam com disposição para isso.

-PUB-

Na primeira vez que uma das equipas, a da casa, se aproxima da baliza contrária foi aos 20’ mas sem perigo. A única jogada digna de registo foi aos 39’, com Paulinho a ganhar a bola no meio-campo, a correr em direção à área contrária e a desmarcar Guilhaume que aparece isolado frente a Bolinha e faz golo. Ao intervalo, os aguiarenses venciam pela margem mínima.

O segundo período foi ligeiramente diferente, com o Régua a correr atrás do prejuízo e a aparecer, a espaços, com perigo na área adversária, isto porque os aguiarenses baixaram as suas linhas. Aos 67’, o Régua sofre uma contrariedade com a expulsão de Diogo, quanto a nós exagerada. No entanto, isso deu ainda mais força aos reguenses que passaram a jogar no meio-campo adversário e até poderiam ter marcado aos 70’, com João Nuno a rematar mas Hugo a fazer uma excelente defesa. O Vila Pouca continuava irreconhecível e muito recuado, permitindo que o Régua continuasse a pressionar. Essa atitude viria a ter os seus frutos aos 87’, com Miguel Rodrigues a colocar a bola na área onde aparece João Nuno a saltar mais alto que Hugo e a fazer o empate, já merecido pelos reguenses.

Em jogo de fraco nível técnico, a equipa de arbitragem esteve mal tanto no aspeto disciplinar como técnico.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.