Sábado, 3 de Dezembro de 2022
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Vila Real será a capital mundial do ténis de mesa jovem

De 26 de fevereiro a 4 de março, Vila Real será palco de uma importante etapa do circuito mundial de Ténis de Mesa Jovem, que contará com a presença de 385 atletas (158 femininos e 227 masculinos), em representação de mais de três dezenas de países.

PUB

Para além do vila-realense Carlos Gonçalves (CTM Vila Real) e dos seis atletas do CTM Mirandela (Bernardo Pinto, Rafael Kong, Inês Salgado, Mariana Comba, Maria Ruivo e Matilde Pinto), selecionados pela Federação Portuguesa, mais atletas transmontanos irão estar presentes (Núria Madeira/CTM Vila Real, Joana Pinto/CTM Vila Real, Bruno Barros e Guilherme Alvadia, ambos do Club Vila Real e Margarida Conde, Soraia Fernandes, Alexandre Queirós, Francisco Silva, Rafael Silva e Tiago Olhero, todos do CCR Arrabães).

Recorde-se que o projeto WTT Youth Contender teve início na época passada, quando em maio se disputou a sua primeira edição, igualmente no Pavilhão dos Desportos de Vila Real, que não pôde contar com a presença de público devido às restrições impostas pela pandemia que vigoravam na altura.

As provas femininas disputam-se de 26 a 28 de fevereiro, estando as provas masculinas agendadas para os dias 2, 3 e 4 de março, em horário alargado das 09h00 às 20h00.

De acordo com a organização, esta “será uma oportunidade única para se poder ver em ação alguns dos melhores atletas mundiais, nas respetivas classes, bem como apoiar e aplaudir os nossos jovens campeões”.

A organização, a cargo da Federação Portuguesa e da Associação de Ténis de Mesa de Vila Real, só foi possível graças ao apoio do município e da junta de freguesia.

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.