Terça-feira, 15 de Junho de 2021
©DR

Voos solidários retomados este domingo

O Aeroclube de Bragança vai retomar os voos de batismo solidários a partir de domingo, com as receitas destinadas a angariar fundos para formação dos bombeiros voluntários de Bragança, informou hoje a organização de pilotos amadores.

-PUB-

Nos últimos anos, este aeroclube tem associado às atividades que desenvolve uma vertente solidária, que desta vez se destina “a angariar fundos para custear seis cruzo de socorrismo para os bombeiros de voluntários de Bragança”, como divulgou em comunicado.

Em anos anteriores, o Aeroclube de Bragança ofereceu uma viatura à União de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do Distrito de Bragança (UIPSSDB), proporcionou 54 voos a utentes destas instituições que nunca tinham andado de avião, e ofereceu mobiliário novo para o refeitório da Obra Kolping de Bragança, instituição que trabalha com crianças e jovens em risco.

A atividade do Aeroclube chamou a atenção da pintora transmontana Graça Morais, que, em 2020, ofereceu um quadro no valor de 20 mil euros Bragança, para ajudar a organização do festival aéreo Careto Air Show, que acabou por não se realizar devido a pandemia covid-19.

A arte da pintora voa também com o aeroclube, com dois dos quadros da pintora transmontana usados para personalizar uma aeronave.

Ainda sem o festival aéreo, o Aeroclube de Bragança retoma os voos solidários com os quais se propõe ainda apoiar a retoma económica depois do confinamento e das restrições impostas pela pandemia.

“Quisemos dar o nosso contributo à região e decidimos criar os designados voos programados solidários, que mais não são do que a oportunidade que damos aos agentes turísticos da nossa terra de acrescentarem esta possibilidade única de visitação da região, na sua oferta turística, a custos controlados, muito abaixo do valor de mercado”, explica, no comunicado.

As receitas angariadas nesta iniciativa destinam-se também a apoiar os bombeiros de Bragança.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.