Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

A evolução: do esforço à tecnologia

Vivemos motivados por instintos muito diferentes daqueles que marcavam o quotidiano dos nossos antepassados. Esta é uma verdade simples e visível, que podemos ver em áreas distintas da vida.

-PUB-

Na culinária, passámos do puré feito com um garfo para as maravilhas de processadores de alimentos que levam segundos a cumprir a função. Na construção, de blocos transportados em braços, para andaimes que criam arranha-céus em menos de um mês. Na agricultura, do transporte com a ajuda de animais de quinta para a mais arrojada ajuda de um reboque agrícola. Nas escolas, a leitura de infinitos livros deu lugar a computadores de onde toda a informação pode ser extraída.

A tendência é esta e não parece prestes a mudar: um mundo cada vez mais tecnológico está a tomar forma, para facilitar a vida ao humano e dar resposta às suas necessidades, minorando-lhe o esforço físico e permitindo que as suas tarefas sejam realizadas de forma mais fácil, célere e eficaz.

 

Desafios e vantagens da revolução tecnológica

Em termos concretos, os avanços da tecnologia têm vindo a mudar o mundo, com um leque de vantagens visíveis, mas também com uma série de desafios.

Entre as principais vantagens da nossa era tecnológica, está justamente a facilidade de uso de produtos com uma elevada qualidade, o impulso para a comunicação interna e externa de várias empresas, entidades e países; o desenvolvimento de formas seguras e cómodas de aquisição de produtos das melhores marcas, incluindo as que lideram os vários setores e, claro, o estabelecimento de padrões mais elevados nos consumidores, que garantem uma concorrência mais assertiva por parte das empresas e estimulam, novamente, o desenvolvimento tecnológico.

Mas não nos enganemos: os desafios existem! A substituição da mão-de-obra por ferramentas automatizadas, os golpes e fraudes digitais, a criação de vícios e/ou de novas incompetências globalizadas e a dificuldade na gestão de ambientes não mecanizados são exemplos claros dos desafios do nosso século.

A agrotech e a regresso às origens: a dualidade agrícola

No seio da agricultura, novas necessidades e desafios têm sido, respetivamente, cumpridos e colocados. A figura do agricultor já foi, em algumas modalidades, colocada em segundo lugar face à máquina e existem sugestões para um futuro mais informatizado.

Ainda assim, é necessário admitir que, a par, uma corrente biológica e um “retorno às raízes” têm também sido visíveis um pouco por todo o lado. É, sem dúvida, uma ambiguidade dos nossos dias, que pinta a várias cores o setor da agricultura.

Independentemente das novidades que o futuro traga, a verdade é que muitos produtos de transporte, pesagem, armazenagem e medição têm promovido melhorias e facilitado o trabalho de quem encontra na terra o seu sustento.

Com um encontro que pode ser feito, em simultâneo, com o que a terra tem de mais natural e o que homem criou de mais inovador, o nosso século leva-nos a uma verdadeira viagem onde o passado e o futuro andam de mãos dadas, cheios de promessas sobre um amanhã mais fácil e rentável.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.