Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Acelerador linear começou a ser instalado no CHTMAD

Depois de anos de reinvindicações, o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) já recebeu o novo acelerador linear.

A boa nova chegou através de uma publicação nas redes sociais do CHTMAD. “Hoje, dia 30 de abril, registou-se um importante avanço no sentido de proporcionar mais e melhores tratamentos de radioterapia à população. Chegou às instalações do Centro Oncológico o novo acelerador linear”, lê-se, na página do Facebook do hospital.

De recordar que o anúncio deste novo equipamento foi feito em 2017, pelo então ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

“Vila Real vai ter um novo acelerador linear, melhores respostas ao tratamento do cancro e um novo centro de saúde.É isso que venho sinalizar em Vila Real, o investimento no interior, dizer que o interior não é para fechar, não é para desertificar, não é para desvalorizar”, afirmou, em maio desse ano.

Agora, cinco anos depois, o acelerador linear chegou a Vila Real. Em janeiro deste ano, aquando da receção dos novos médicos internos, a diretora do Serviço de Radioncologia do CHTMAD, Amparo Moutinho, falou deste equipamento como algo que “vai permitir criar condições para que os doentes oncológicos da região de Trás-os-Montes tenham os seus tratamentos com a maior proximidade possível”, lembrando que alguns deles têm “debilidade física, psicológica e económica”.

“Este novo acelerador linear também vai permitir a realização de técnicas de radioterapia que até agora só são possíveis em centros mais especializados. Estamos empenhados, como sempre, em contribuir para o atendimento cada vez mais especializado e eficaz do doente oncológico”, acrescentou.

As obras para instalação do novo acelerador linear arrancaram em janeiro deste ano, sendo que o equipamento, reclamado há vários anos, chegou ontem ao CHTMAD. Trata-se de um investimento a rondar os seis milhões de euros.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.