Sexta-feira, 30 de Setembro de 2022

Alexandra Falcão mantém-se como diretora do Museu de Lamego

Natural de Lamego, Alexandra Falcão é licenciada em História da Arte, pós-graduada em Museologia e Educação e foi técnica superior deste museu entre 2004 e 2018, ano em que assumiu a sua direção e a coordenação da rede de Monumentos do Vale do Varosa.

-PUB-

Alexandra Falcão foi reconduzida no cargo de diretora do Museu de Lamego e Monumentos do Vale do Varosa, na sequência de um concurso, segundo um despacho de nomeação hoje publicado em Diário da República.

Já fiz uma comissão de serviço. Essa comissão foi nomeada interinamente, enquanto não houve novo concurso. Submeti-me a novo concurso e fui renomeada”, explicou Alexandra Falcão à agência Lusa.

A responsável admitiu que o museu está a viver “um momento muito desafiante”, uma vez que se encontra encerrado há cerca de um ano para obras de reabilitação.

“Esta renomeação traz algum alento para continuar a desenvolver o meu trabalho”, frisou.

Segundo Alexandra Falcão, apesar de o museu estar encerrado, a sua equipa tem continuado a “trabalhar ativamente”, mantendo “uma programação regular quase similar” à de quando o edifício tinha as portas abertas.

“O que mudou é que não recebemos visitantes. Levamos visitantes a outros espaços, com iniciativas promovidas em parceria com outras instituições”, explicou.

A responsável disse ainda não haver uma data prevista para a reabertura total do museu, uma vez que, depois de concluída a primeira empreitada, o que previsivelmente acontecerá “em final de outubro”, haverá “uma segunda empreitada relacionada com a aplicação dos fundos do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência)”.

No entanto, a conclusão da primeira fase das obras será assinalada com algumas atividades.

“Vamos reabrir duas salas, de forma a já podermos ter espaços para exposições, eventos, para assinalar o que foi o trabalho desenvolvido ao longo deste ano em que estivemos fechados e também novos projetos”, avançou.

Alexandra Falcão é responsável pelo projeto de candidatura cofinanciada Norte 2020 “Museu de Lamego. Museu para todos”, no âmbito da qual se encontra a elaborar o programa de reformulação da exposição de longa duração.

Entre os projetos de mediação cultural e educativa em curso, destacam-se os programas “Museu Fora de Portas” e “Museu nas Cidades”, a coorganização de “Textemunhos – Festival Literário de Lamego” e também “Sala Colonial” e “Sangue Novo Veias Antigas”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.