Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Alunos aprenderam a criar conteúdos multimédia nas “Oficinas do Conhecimento”

As “Oficinas do Conhecimento” da Portugal Telecom, PT, estiveram, na sexta-feira, na estação ferroviária de Peso da Régua. Numa carruagem adaptada para o efeito, mais de uma centena de alunos e respectivos professores tiveram a oportunidade de aprender, numa sessão com cerca de hora e meia, a criar e publicar conteúdos multimédia, na Internet, estando, […]

As “Oficinas do Conhecimento” da Portugal Telecom, PT, estiveram, na sexta-feira, na estação ferroviária de Peso da Régua. Numa carruagem adaptada para o efeito, mais de uma centena de alunos e respectivos professores tiveram a oportunidade de aprender, numa sessão com cerca de hora e meia, a criar e publicar conteúdos multimédia, na Internet, estando, sempre, acompanhados por monitores da FDTI, credenciados para o efeito.

Isabel Teles, responsável regional pelo projecto PT Escolas, descreveu-nos a iniciativa em curso: “Os alunos adquirem informação e conteúdos de base, para poderem criar, na Internet. Eles vão ficar com as competências para inovar e, no próximo concurso, vão ser classificados por estas capacidades e por temas que vamos fornecer. Além do “residual”, importante em termos de conhecimento que ficam, sempre, deste tipo de acções, demonstra-se também a forma carinhosa como as pessoas aderentes se disponibilizaram a vir à carruagem e tomar contacto, elas também, este projecto”.

Uma das escolas aderentes a este projecto e que, na primeira realização do projecto PT Escolas, foi uma das vencedoras, é a Escola Secundária Araújo Correia.

O Vice-Presidente do Conselho Executivo, Jorge Veiga, reconheceu o interesse da iniciativa.

“É muito importante, porque se trata de uma actividade fora do contexto da aula e os alunos, logo à partida, sentem-se motivados. Por outro lado, as novas tecnologias não deixam de expressar interesse nos alunos, especialmente nos 9.º e 10.º anos, e nos próprios professores. Por isso, só temos que aplaudir esta iniciativa da PT e lamentar que a carruagem não fique mais tempo, na Régua, para dar oportunidade a outros alunos de estarem presentes”.

Satisfeito com a iniciativa estava, também, o Gestor da PT para a região de Vila Real, António José Sousa: “É uma iniciativa ímpar, a nível nacional, envolvendo pais, professores e alunos. Neste momento, foram abrangidas seis turmas de escolas”.

Este responsável garantiu que vai trazer um camião, ao distrito de Vila Real, com a mesma estrutura da carruagem, o qual irá estar presente na parte norte do distrito, para abranger escolas que, desta vez, não foram contempladas. “Esperamos que, até Março de 2007, consigamos envolver mais escolas e tenhamos o camião sedeado num dos pontos do distrito. Na Régua, os alunos da Escola Secundária João Araújo Correia foram os que monopolizaram as inscrições. Foi por isso mesmo que a carruagem esteve estacionada na Régua. Agora, vamos tentar contemplar, pelo menos, uma turma de cada uma das escolas do distrito“ – sublinhou.

O Governador Civil do Distrito de Vila Real, António Martinho, esteve presente nas “Oficinas do Conhecimento” e referiu-nos que este projecto proporciona “uma qualificação dos alunos, a sua sensibilização para as novas tecnologias e a concretização de um plano tecnológico da PT, apoiado pela Fundação para a Ciência e com a parceria do Ministério da Educação e da CP, uma acção descentralizadora reconhecida. Este tipo de parcerias, levado às regiões, é muito importante. Possibilita aos alunos do interior, neste caso da Régua, iguais condições aos alunos dos grandes centros, para concorrerem, com eles, nesta aventura do conhecimento. Importante, também, é haver capacidade, nas escolas, para poderem dar resposta positiva a estas propostas. No nosso distrito, há algumas que responderam a esta mesma proposta, agora, espero que o camião da PT possa ir a outros pontos do Distrito, para que as escolas possam ter, também, igual oportunidade” – disse António Martinho.

Refira-se que será um júri distrital (no que concerne ao de Vila Real, será o Nosso Jornal e a Rádio Universidade) que irá avaliar os trabalhos produzidos, por distrito, e, depois das vinte equipas apuradas, será feita uma nova avaliação, com um júri nacional que apurará dez equipas que terão direito à “Escola do Futuro”. O projecto PT Escolas mobilizou, num mês, mais de 3.600 alunos e 334 professores, nos 10 distritos por onde passou, através da acção “Oficinas do Conhecimento”. Com 1.184 quilómetros percorridos, estas Oficinas irão marcar presença nos restantes distritos e regiões autónomas, até ao final de Janeiro.

Inicia-se, agora, um segundo momento deste projecto, com o início das inscrições (em http://turma.sapo.pt), durante o mês de Dezembro, para o “SAPO Challenge”, a fase on-line que será decisiva, para a atribuição das 10 Escolas do Futuro. Desta vez, o desafio vai estar na produção de conteúdos originais e em português.

A segunda parte do “SAPO Challenge” será a grande final televisiva. As dez melhores equipas da fase on-line conquistam a Escola do Futuro para as suas Escolas e qualificam-se para a fase final que será disputada num programa televisivo, na RTP. A equipa vencedora viverá uma experiência educativa inesquecível, no mundo da criação digital, nos Estados Unidos da América.

 

Jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.