Quinta-feira, 20 de Junho de 2024
No menu items!

Alunos de vários países visitaram Escola Profissional do Rodo

No âmbito do projeto Erasmus+, MAVIE, a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural do Rodo recebeu alunos e professores de França, Roménia, Grécia, Turquia e Itália. 

-PUB-

Jacqueline Guedes, coordenadora do Erasmus na Escola Profissional de Desenvolvimento Rural do Rodo, revelou que o tema desta mobilidade foi o enquadramento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“Na tentativa de dar a conhecer os interesses e as atividades dos jovens portugueses relacionados com os ODS, dinamizaram-se diferentes atividades, como o workshop sobre os dez mandamentos do cidadão responsável (Charte du Citoyen Européen); o reaproveitamento das grainhas de uva para elaboração de produtos de beleza; a plantação de uma horta pedagógica e a elaboração de posters sobre os ODS em colaboração com Dominique Lefevre, presidente da Terralbastra (ONG)”.

“Foi uma semana muito intensa em aprendizagem e convívio. Para além da partilha de ideias sobre os ODS, os alunos apresentaram os pontos fortes e fracos dos mesmos, com a ajuda dos docentes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, numa sessão de trabalho muito interessante na Universidade”, frisou a coordenadora.

Reconhecendo a importância dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para a preservação do ambiente e para a promoção da sustentabilidade, alunos e professores visitaram o património da região, com uma paragem em São Leonardo de Galafura, uma viagem de comboio, Régua-Pinhão e uma visita às diferentes valências da Quinta das Carvalhas.

Visitaram ainda diferentes espaços da cidade da Régua e também o Museu do Douro, onde ficaram a conhecer a história do vinho do Porto.

“Foi uma semana extraordinária. Os nossos parceiros ficaram a conhecer um pouco do Alto Douro Vinhateiro e a perceber o enquadramento dos ODS na nossa região no contexto profissional, empresarial e cultural”, concluiu Jacqueline Guedes.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS