Sábado, 2 de Julho de 2022

Apreensão de droga, dinheiro, armas e automóveis

Numa acção simultânea da GNR, nos concelhos de Peso da Régua, Lamego, Santa Marta de Penaguião, Amarante e Penafiel, ocorrida na madrugada de sábado e que se prolongou durante o dia, a GNR deteve sete homens e uma mulher, alegadamente por estarem envolvidos no tráfico de droga. Foram mobilizados, para esta operação, denominada “Dia de […]

Numa acção simultânea da GNR, nos concelhos de Peso da Régua, Lamego, Santa Marta de Penaguião, Amarante e Penafiel, ocorrida na madrugada de sábado e que se prolongou durante o dia, a GNR deteve sete homens e uma mulher, alegadamente por estarem envolvidos no tráfico de droga. Foram mobilizados, para esta operação, denominada “Dia de Reis, cerca de duzentos militares, oriundos do Núcleo de Investigação Criminal da Brigada 4 (Porto) e pelo Grupo Territorial de Vila Real, apoiados pelo Pelotão de Intervenção de Penafiel e por meios cinotécnicos.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 20 e os 40 anos, eram um de Santa Marta de Penaguião (este fôra preso, em Lamego, na noite anterior), um de Amarante, um de Penafiel e cinco da Régua.

Foram apreendidas 50 doses de cocaína e de heroína, sete mil euros em dinheiro, duas notas de 20 euros falsas, seis telemóveis, um revólver, uma caçadeira, munições de calibre 6.35 e 32 milímetros, pastilhas de droga sintética, uma balança de precisão e um veículo “Mercedes CLK”, este último furtado, em Amarante.

Iniciada à 1 hora da madrugada, com a distribuição dos militares, a operação concretizou-se, a partir das 7 horas, com buscas em 14 residências, num restaurante e num café, estes dois estabelecimentos em Godim.

A estratégia adoptada passou por escutas telefónicas e vigilâncias no terreno, cujos resultados fizeram com que fossem abertos dois inquéritos, há cerca de um ano.

Ouvidos no posto da GNR de Vila Real e Peso da Régua, os indivíduos ficaram sujeitos a termo de identidade e residência.

 

Jmcardoso

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.