Segunda-feira, 22 de Abril de 2024
No menu items!

Autarquia quer incentivar participação cívica de jovens

Incentivar a participação cívica dos jovens e a sua intervenção na vida política ativa são alguns dos objetivos da Assembleia Municipal Jovem (AMJ) de Macedo de Cavaleiros, que tomou posse na segunda-feira.

-PUB-

“Queremos que os jovens do nosso concelho se envolvam mais na vida e nas decisões de Macedo de Cavaleiros, participando com as suas ideias e a irreverência própria da juventude, sempre tão importante para dinamizar os territórios”, explica o presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros, Benjamim Rodrigues.

Em comunicado, a autarquia explica que a AMJ surge com o objetivo de permitir à comunidade juvenil do concelho uma aproximação aos órgãos de poder político local, de forma organizada e participativa, incentivando-os a conhecer, a envolver e a participar no processo político. Os membros desta Assembleia são escolhidos através de eleição na escola para delegado e subdelegado de turma.

“Com esta iniciativa, que creio ser a primeira no distrito, queremos criar aqui um espaço de reflexão de temáticas com interesse para os mais jovens, permitindo-lhes também expor as suas ideias, partilhar problemas e encontrar soluções”, salienta Benjamim Rodrigues, para quem a AMJ se assume “como um reforço democrático” e se sustenta “numa real implementação de políticas mais orientadas para as necessidades dos cidadãos mais jovens do nosso concelho”.

São membros da AMJ os tutores dos jovens Membros da Assembleia Municipal (sem direito de voto), o presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Macedo de Cavaleiros e o coordenador dos delegados de turma da Escola local. A estes juntam-se, ainda, os membros da Mesa da Assembleia Municipal, o executivo municipal e os jovens deputados.
Benjamim Rodrigues acredita que este projeto “irá permitir combater o natural afastamento dos jovens que, muitas vezes, não se sentem ouvidos pelo poder político, nem veem as suas ideias e propostas valorizadas”.

“Temos massa crítica com qualidade para pôr em marcha projetos muito interessantes e que vão, de certeza, criar mais e melhores condições para que os jovens se fixem no nosso território”, conclui o autarca macedense.

A AMJ reúne em duas sessões ordinárias anuais, uma em abril e outra em novembro.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.