Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2021
©DR

Autarquia quer investir seis milhões de euros num parque verde na Trajinha

O presidente da Câmara de Bragança, Hernâni Dias, anunciou hoje que pretende investir seis milhões de euros num parque verde de lazer na cidade, falado há quase duas décadas para a zona da Trajinha.

-PUB-

A primeira fase dos trabalhos está assegurada com quase dois milhões de euros de financiamento de fundos comunitários para a preparação do terreno, sendo que metade da verba está executada e a outra metade foi agora posta a concurso.

Esta primeira fase permitirá que a população possa usufruir do espaço, que ficará com as infraestruturas iniciais prontas, como explicou à Lusa o autarca, acrescentando que a abertura ao público depende do concurso lançado recentemente.

Este segundo concurso para a fase inicial encontra-se ainda a decorrer, com um valor de 900 mil euros para executar no prazo de um ano.

“Está a decorrer o procedimento concursal, vamos ver quem fica com a obra e, a partir daí, estará disponível, as pessoas poderão usufruir do espaço”, afirmou o presidente da Câmara.

Estes cerca de dois milhões de euros permitirão criar as bases para o investimento maior projetado pela autarquia, de mais quatro milhões de euros, dependentes do financiamento que o município conseguir no próximo quadro comunitário de apoio, segundo ainda o autarca.

Este é o segundo maior investimento municipal em curso em Bragança, a seguir ao Museu da Língua Portuguesa, com cerca de 10 milhões de euros, mas estes já totalmente assegurados por financiamento comunitário.

A criação de um parque na zona da Trajinha, na cidade Bragança, é falada há quase duas décadas e chegou mesmo a ser elaborado e apresentado pelo município, em 2006, um projeto que nunca chegou a concretizar-se.

Na época, o antecessor de Hernâni Dias, o também social-democrata Jorge Nunes, chamou-lhe “Portanorte” e apresentou um custo estimado de 10 milhões de euros para 15 hectares de terreno.

O projeto de Hernâni Dias é de seis milhões de euros para transformar 13 hectares num espaço para “usufruto por toda a comunidade, devidamente equipado, que permite que haja pessoas a andar de bicicleta, a caminhar, a praticar skate, e outros equipamentos”.

Destina-se também a quem queira fazer “exercício físico porque tem equipamentos adequados para aqueles que têm capacidade física e para aqueles que precisam de equipamentos geriátricos”.

“Também permite a possibilidade de as pessoas ali poderem comer uma merenda, passar um dia diferente em ambiente mais natural, mais rural”, indicou o autarca, que ambiciona criar um espaço atrativo para os cidadãos de Bragança, mas também de outros pontos do país e “essencialmente da vizinha Espanha”.

“Até porque aquele espaço prevê um conjunto de equipamentos para o verão que são seguramente do interesse de toda a comunidade”, acrescentou.

Segundo a apresentação feita pela município, o Parque Temático da Trajinha tem como objetivos estratégicos, não apenas a conceção de serviços apelativos à captação de turismo nacional e internacional, mas também a criação de um espaço que junta natureza, tradição, educação, saúde e bem-estar, lazer, desporto/aventura, eco-cidade, ambiente e educação ambiental.

O novo parque urbano da cidade “procura ser muito mais do que um espaço verde, apostando numa componente lúdica, de saúde e de bem-estar, assente nos recursos naturais de Trás-os-Montes, que pretende, ainda, interligar os recursos dos espaços naturais já existentes, como o Parque Natural de Montesinho”,

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.