Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Caminho Português de Santiago Interior entre Viseu e Chaves foi certificado

O Governo certificou o Caminho Português de Santiago Interior, que se estende de Viseu a Chaves em território nacional, no âmbito de um trabalho de reconhecimento e preservação do património cultural e natural.

-PUB-

A portaria que certifica este caminho foi assinada pelas secretárias de Estado do Turismo, Rita Marques, e Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira.

O Caminho Português de Santiago Interior contempla uma extensão de 214 quilómetros e guia os peregrinos por oito municípios, desde Viseu, Castro Daire, Lamego, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar a Chaves.

Já em Espanha, segue por Verim e liga, posteriormente, à Via da Prata, e finalmente a Santiago de Compostela.

Os Caminhos de Santiago, que atravessam Portugal de sul para norte, são seguidos pelos peregrinos há séculos e têm como destino a Catedral de Santiago de Compostela, em Espanha.

“Os Caminhos de Santiago são de uma grande importância pois contribuem para a diversificação da nossa oferta turística e ajudam a desenvolver a atividade do turismo ao longo de todo o ano e por todo o território nacional, dois objetivos estratégicos que temos inscritos na nossa Estratégia de Turismo (ET) 2027”, afirmou Rita Marques, citada num comunicado conjunto das duas secretarias de Estado.

Para Ângela Ferreira, “este trabalho vem, uma vez mais, demonstrar o lugar cimeiro do património cultural, reflexo da história na sua dimensão de encontro, diálogo e diversidade e, simultaneamente, rica em cooperação no interior do território e no que projeta para o mundo e, em particular, para a experiência do património europeu”.

“Seguimos, por isso, com muito empenho, a certificação deste segundo itinerário do Caminho Português de Santiago, aos quais esperamos que outros se juntem a breve prazo”, acrescentou a secretária de Estado do Turismo.

Esta certificação insere-se no âmbito de um “trabalho integrado de reconhecimento e preservação do património cultural e natural associado ao Caminho de Santiago”.

Este é o segundo trajeto certificado, depois do Caminho Português de Santiago Central – Alentejo e Ribatejo, um processo que se iniciou em 2019 e cujo objetivo é a certificação dos itinerários que constituem o Caminho de Santiago em território nacional.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.