Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021

Carrazeda de Ansiães ajuda a pagar casa e faturas para fixar jovens no concelho

-PUB-

A autarquia aprovou dois programas com esta finalidade, que divulgou hoje nas redes sociais, com um desafio a potenciais candidatos: “Tens entre 18 e 40 anos e queres fixar residência em Carrazeda de Ansiães? O município tem o programa ideal para ti”.

Trata-se do programa “AnsiãesJovem, com até oito mil euros para aquisição, construção ou reconstrução de habitação própria permanente, apoio ao arrendamento e ao pagamento das faturas mensais de bens essenciais.

O município justifica que o programa “pretende criar condições para que os jovens possam arrendar ou construir a sua própria habitação e dinamizar o comércio e economia local”.

A Lusa tentou falar com o presidente da Câmara de Carrazeda de Ansiães, João Gonçalves, sem sucesso,

O município explica nas redes sociais que a condição de partida para beneficiar deste apoios é que os candidatos não podem ser proprietários de imóvel de habitação própria e têm que ter entre 18 e 40 anos.

No conjunto de medidas que visam incentivar a fixação de jovens no concelho constam o apoio ao arrendamento correspondente a 25% do valor da renda mensal e apoio de 10% sobre o valor do consumo de água, eletricidade e resíduos sólidos.

Aqueles que quiserem comprar casa própria ficam isentos de IMT, o Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis.

Na modalidade de aquisição, construção ou reabilitação de imóveis, o apoio da Câmara é de 25 euros por metro quadrado, podendo ir até um máximo de oito mil euros.

“Com estes incentivos o município pretende criar condições com vista ao aumento do número de residentes em permanência no território e facilitar a fixação de população jovem, estimulando igualmente o comércio e a economia local, bem como a reabilitação de imóveis, através da procura de casa no regime de arrendamento”, sustenta a autarquia.

O concelho de Carrazeda de Ansiães tem 5.675 habitantes, mais de um terço dos quais com mais de 65 anos, segundo o EyeData, uma ferramenta de análise de dados estatísticos, criada pela Social Data Lab para a Agência Lusa.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.