Domingo, 19 de Setembro de 2021

Cibersegurança | Dicas para uma navegação segura

A pandemia de Covid-19 obrigou-nos a mudar hábitos e as medidas de confinamento fizeram com que passemos muito mais tempo agarrados à tecnologia

-PUB-

Dos mais novos aos mais velhos, o uso de computadores e smartphones aumentou, seja por causa do teletrabalho ou das aulas à distância.

No caso dos jovens, é cada vez mais importante alertá-los para os vários perigos existentes na internet. Para isso, é necessário ensinar-lhes algumas dicas simples para melhorar a sua segurança na utilização diária. Já os mais velhos têm de ter muito cuidado com os ciberataques.

A obrigatoriedade de trabalhar à distância faz com que o email, a cloud e as videochamadas sejam as principais ferramentas de trabalho e também os principais alvos dos criminosos, que se aproveitam das fragilidades de segurança. 

Nesse sentido, a Check Point, empresa especializada em cibersegurança, alerta para o facto de hoje em dia depositarmos “muita informação em ferramentas conectadas à internet, mas ainda não há muita consciência relativamente à importância de proteger estes dados”.

Por isso, uma equipa de investigadores da empresa deixa algumas dicas de como proteger os dados corporativos e pessoais dos utilizadores.

MAIS VELHOS

Quem está em teletrabalho deve utilizar uma solução de segurança do correio eletrónico que bloqueie ataques sofisticados de phishing (manipulação das pessoas para obter informações confidenciais) e deve também identificar as suas informações mais sensíveis. É preciso ter, igualmente, cuidado com o tipo de rede Wi-Fi com a qual se trabalha, sendo que esta deve estar protegida por uma palavra-passe forte.

Além disso, sempre que receber um email, é importante estar atento a hiperligações que possam conter erros ortográficos ou qualquer alteração de nome do domínio e não aceder a links que não se conhece.

Outra dica importante é não partilhar credenciais ou informações pessoais via email e descarregar apenas conteúdo confiável, assim como rever e reforçar as palavras passe.

MAIS NOVOS

No caso dos jovens, que nasceram na era digital, também há regras a seguir para uma utilização mais responsável e segura da internet, tanto para filhos como para pais.

É necessário, por exemplo, configurar palavras -passe seguras, tendo em conta que os mais novos utilizam redes sociais, jogam na internet ou veem séries em várias plataformas, além de que acedem ao email. Para isso, é necessário criar várias palavras passe, que sejam seguras, onde não se use informação pessoal como datas de aniversário.

Outra dica é conseguir perceber se determinado site é ou não seguro. Para distinguir websites fiáveis daqueles que possam conter riscos de segurança basta, por exemplo, ter em atenção ao protocolo de HTTPs, sendo que o “s” final significa “segurança” (https://).

No que diz respeito às aplicações, também há regras a cumprir. As crianças e adolescentes estão todo o dia à espera do último jogo da moda ou utilizam apps para fotografias e vídeos. Por isso, na hora de fazer o download é preciso ter em atenção se o mesmo é feito através de websites oficiais, para minimizar os riscos de instalar programas pouco fiáveis.

Por fim, é fundamental que os pais acompanhem os primeiros passos das crianças na sua vida digital, para lhes darem as diretrizes básicas para navegarem de forma segura. Para isso, não se deve meter medo, mas sim consciencializar os mais pequenos sobre os riscos existentes. A melhor forma de consegui-lo é conversar com eles e explicar-lhes aquilo a que estão expostas.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.