Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021
©Arquivo/VTM

CIM Douro decide retomar as feiras já na segunda-feira

Os 19 municípios da CIMDOURO reuniram hoje e decidiram aprovar a reabertura de todas as feiras, a partir do dia 5 de abril.

-PUB-

A Comunidade Intermunicipal do Douro (CIMDOURO) reuniu-se esta quarta-feira e decidiu que estavam reunidas as condições para proceder à reabertura das feiras, em toda a região.

“Todos os municípios dispõem dos seus planos de contingência e, assim, estão criadas as condições de segurança que permitem a realização das feiras dentro dos requisitos estabelecidos pelas autoridades de saúde competentes”, explica aquela CIM, acrescentando que “as regras que visam proteger feirantes e cliente estão salvaguardadas”.

O regresso das feiras e mercados será feito “com a adaptação dos planos de contingência às circunstâncias específicas de cada um dos espaços e da respetiva procura, podendo existir a possibilidade de algumas feiras começarem a operar já nos próximos dias e enquanto que outras retomarão ao longo do mês de abril”.

Recorde-se que a limitação à realização das feiras começou no dia 15 de Janeiro, aquando da declaração do novo estado de emergência provocada pela Covid-19 e que os municípios da CIMDOURO impedir a realização das mesmas, de forma a evitar a propagação do vírus.

Da CIMDOURO fazem parte os concelhos de Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Murça, Penedono, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Coa e Vila Real.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.