Sábado, 21 de Maio de 2022

Concelho tem nova equipa de sapadores florestais

A nona equipa de sapadores florestais do concelho de Montalegre foi criada no domingo, na União das Freguesias da Venda Nova e Pondras.

O consórcio junta, ainda, as freguesias de Covelo do Gerês, Ferral e Reigoso. De acordo com nota do município de Montalegre, a equipa é comparticipada em 60 por cento, 45 mil euros, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Os restantes 40 por cento são repartidos pelas quatro freguesias, num total de seis mil euros cada.

Para David Teixeira, vice-presidente da autarquia barrosã, a criação de uma nova equipa de sapadores florestais justifica-se pela “extensa área florestal” do concelho, “daí ser importante que estas equipas sejam responsáveis, nesta vertente, pelo que se passa no nosso território”.

Além disto, “são mais cinco postos de trabalho no nosso concelho, ancorados em quatro juntas de freguesia. Queria dar o meu reconhecimento a estes presidentes de junta, pela coragem e capacidade de unir esforços para que estes projetos sejam viáveis e possam reverter a favor da comunidade”,ww frisou.

“Uma palavra, também, para o nosso GTF (Gabinete Técnico Florestal) e ICNF porque estão sempre disponíveis para dar a retaguarda a estas equipas. Já temos várias equipas no concelho que interagem e planeiam a organização da nossa paisagem durante todo o ano. Quanto mais equipas houver, menos incêndios teremos”, reiterou David Teixeira.

Eduardo Carvalho, do ICNF, também realçou a importância da “jornada”, a “vários níveis. A nível social porque passamos a ter mais cinco postos de trabalho e a nível da proteção da floresta. Quero destacar o empenhamento do município de Montalegre para que isto acontecesse, bem como das outras entidades envolvidas”.

Montalegre passa, assim, “a ter nove equipas de sapadores, mais duas CNAF (Corpo Nacional de Agentes Florestais). Face ao grande volume de incêndios que, por norma, é registado no concelho, houve esta necessidade de criarmos esta equipa numa zona que estava um pouco desprotegida. Vamos ter a floresta mais bem cuidada”.

O concelho conta, assim, com equipas distribuídas pelas freguesias de Cabril, Covelães, Fafião, Montalegre, Outeiro, Pitões das Júnias, Salto, Venda Nova e Viade de Baixo.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.