Terça-feira, 23 de Julho de 2024
No menu items!




Conhecer o concelho a caminhar é o desafio da autarquia

Conhecer Carrazeda de Ansiães a caminhar é o desafio lançado pela autarquia que, no domingo, levou a cabo o primeiro de quatro passeios pelo concelho.

-PUB-

Quase 140 pessoas aceitaram o desafio e percorrem 10 quilómetros, entre Parambos e Amedo, num percurso de dificuldade média. Pelo caminho, “encontraram um vasto património natural e histórico, nomeadamente o miradouro do Cabeço, o nicho de Nª Sr.ª da Assunção, a rocha escavada denominada “Cadeira de Nª Sr.ª”, as igrejas e capelas, a fonte Dieita, o marco da Ordem de Cristo, a fonte de mergulho, a Carranca do Amedo e a escultura do Resineiro”, revela a autarquia em comunicado.

“Este foi o primeiro de quatro passeios de primavera organizados pelo município que pretende, com estas caminhadas, dar a conhecer as suas terras e o património natural único a quem o visita, estimulando, também, a atividade física da população”, lê-se na mesma nota.

O próximo passeio acontece a 23 de abril e ligará Codeçais a Brunheda, num percurso de dificuldade média, e a 18 junho é a vez de descobrir Seixo de Ansiães. Pelo meio, o Carrazeda de Ansiães recebe uma das iniciativas do Tua Walking Festival, um festival de percursos pedestres promovido pelo Parque Natural Regional do Vale do Tua (PNRVT). Nesse âmbito, a 20 de maio será feito o PR3 CRZ – Trilho de Foz-Tua, uma caminhada de apenas 3,5 quilómetros, e no dia seguinte a proposta é fazer o PR2 CRZ – Trilho do Senhor da Boa Morte, com 9,6 quilómetros e um grau de dificuldade difícil.

De referir que Carrazeda de Ansiães possui sete percursos pedestres homologados que percorrem todo o concelho, desde o Tua até ao Douro, sendo trilhos desenhados de acordo com as características geográficas do território.

As inscrições para as caminhadas podem ser efetuadas presencialmente na Loja Interativa de Turismo de Carrazeda de Ansiães, através do formulário online disponível nas redes sociais do município ou pelo telefone 278 098 507.

[adrotate group="24"]

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

[adrotate group="2"]

Mais lidas

[adrotate group="3"]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

[adrotate group="5"]