Terça-feira, 29 de Novembro de 2022

Desmantelada alegada rede de tráfico de droga

O comando territorial de Bragança da GNR anunciou hoje que desmantelou uma alegada rede de tráfico de droga que atuava nos concelhos de Macedo de Cavaleiros e Mirandela, numa operação em que foram detidos cinco homens

-PUB-

Os suspeitos têm idades entre os 22 e os 38 anos e estavam a ser investigados “há cerca de um ano por tráfico de estupefacientes”, de acordo com informação divulgada em comunicado.

A operação policial decorreu durante a madrugada de hoje e resultou ainda na apreensão de 508 doses de resina de canábis, 42 doses de liamba, três doses de cocaína, material usado no acondicionamento de produto estupefaciente, cinco balanças de precisão, duas armas de fogo, quatro viaturas, cinco telemóveis e mais de mil euros em dinheiro.

Os militares da GNR deram cumprimento a oito mandados de busca, quatro domiciliárias e outros quatro em veículos que culminaram na detenção dos cinco suspeitos, na apreensão do material alegadamente relacionado com a prática criminosa e “no desmantelamento de uma rede de tráfico de droga que operava em várias localidades” dos concelhos de Mirandela e Macedo de Cavaleiros.

Os detidos, segundo a GNR, têm “antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza” e serão presentes a primeiro interrogatório judicial, na quinta-feira, no Tribunal Judicial de Macedo de Cavaleiros, para aplicação de medidas de coação.

A operação contou com o reforço da estrutura de investigação criminal do Comando Territorial de Bragança, da Secção Cinotécnica do Comando Territorial de Bragança, dos Postos Territoriais de Macedo de Cavaleiros e Mirandela e com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.