Terça-feira, 28 de Maio de 2024
No menu items!

Desportivo de Chaves em “alerta” para encontro “complicado” frente ao FC Porto

O treinador do Desportivo de Chaves afirmou hoje que a sua equipa está “preparada” para a receção ao FC Porto, da I Liga de futebol, numa altura em que a luta pela manutenção exige estado de “alerta”.

-PUB-

“Sabemos que vamos defrontar um adversário de grande valor, uma equipa recheada de bons jogadores. Nota-se que tem grande identidade por parte do seu treinador, que tem feito um excelente trabalho, mas nós estamos preparados para o jogo que vamos encontrar”, afirmou Vítor Campelos, na conferência de antevisão ao encontro da 23.ª jornada.

Desportivo de Chaves e FC Porto defrontam-se no sábado, numa altura em que ambas as equipas somam duas derrotas consecutivas – no caso dos portistas com o Inter de Milão, para a Liga dos Campeões, e com o Gil Vicente, para o campeonato – e em que o clube transmontano está dois postos acima da posição de play-off de manutenção.

“Acho que vai ser extremamente importante a entrada no jogo e os minutos iniciais. A revolta pode ser redobrada e teremos um FC Porto ainda mais decidido a tentar conseguir os seus intentos”, alertou o técnico dos flavienses.

Para Vítor Campelos, jogar com o campeão nacional em título “em qualquer circunstância, é sempre difícil”, ainda que considere “um pouco do copo meio cheio ou meio vazio” devido à recente derrota dos ‘azuis e brancos’ frente ao Gil Vicente (1-2).

“De certa forma, o FC Porto pode estar mais intranquilo, mas também pode estar ainda mais motivado porque sabe que a margem de manobra cada vez é menor na luta pelo título”, vincou.

Do lado do clube transmontano, a luta é pela manutenção na I Liga, objetivo que exige à equipa estar “em alerta para aquilo” que “pode” fazer, já que o campeonato “passa muito rápido”.

“É certo que vimos de duas derrotas, mas nós sabemos bem qual é o nosso objetivo e estamos com os pés bem assentes na terra e sabemos aquilo que temos feito desde o início da época que nos levou até aqui, a ter 26 pontos”, garantiu Vítor Campelos.

O técnico não vai poder contar com João Teixeira, castigado, e com os ainda lesionados Edu, Arriba, João Correia, Paulo Vítor e Obiora, aos quais se juntou, no treino de hoje, Héctor Hernández, uma baixa “importante”.

“Todos sabemos da importância do Héctor, até porque, para o campeonato, tem 14 jogos e fez seis golos, o que é bom para um avançado numa equipa como o Chaves. Todos sabemos, também, da importância que o João Teixeira tem para a equipa, mas, não jogando, vai jogar outro jogador com toda a certeza que também vai dar uma boa resposta”, salientou Vítor Campelos.

O Desportivo de Chaves, 14.º classificado, com 26 pontos, recebe o FC Porto, segundo, com 51, no sábado, às 20:30, no Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira, em jogo arbitrado por Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

MAIS ARTIGOS

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS