Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021
©DR

Dez milhões de euros para reduzir consumo de energia nos hospitais do distrito

Os três hospitais do distrito de Bragança vão beneficiar de um investimento global de 10 milhões de euros para uma redução do consumo de energia estimada em 30%, divulgou hoje a Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste.

-PUB-

Aquela entidade informou, em comunicado, que “já abriu o concurso para a concretização de um investimento global no valor de 10 milhões de euros em eficiência energética, que contempla obras estruturantes” nos hospitais de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Mirandela, bem como a reconversão integral dos respetivos sistemas energéticos.

O projeto destina 3,6 milhões de euros ao Hospital de Bragança, 2,9 milhões de euros ao de Hospital de Macedo de Cavaleiros e 3,5 milhões de euros ao Hospital de Mirandela e é financiado por fundos europeus “em 95 por cento, no âmbito de uma candidatura apresentada ao PO_SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos”.

A ULS do Nordeste especifica que “irão ser realizados trabalhos diversos de construção civil e de engenharia, como substituição de caixilharias de alumínio com corte térmico, pintura, entre outros”.

Será também realizada a reconversão dos sistemas energéticos, “possibilitando a gestão inteligente da energia nos edifícios hospitalares, com muito maior eficiência e menor impacto ambiental”.

Esta entidade prevê que as intervenções e alterações permitirão “uma redução de consumo de energia primária de cerca de 30 por cento”.

A empreitada contempla “a utilização de LED em toda a iluminação, de aquecimento de água quente por painéis solares térmicos, instalação de um sistema de gestão técnica centralizado, isolamento de fachadas, novos envidraçados, troca de equipamento de produção e distribuição térmica e produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos, para autoconsumo”.

“Trata-se, pois, de um dos maiores e mais relevantes investimentos da Unidade Local de Saúde do Nordeste, com reflexos assinaláveis na melhoria das suas condições assistenciais”, refere.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.