Sábado, 3 de Dezembro de 2022
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Dois milhões de euros para eficiência energética de instalações desportivas

A 7ª edição do Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas (PRID) prevê uma dotação de dois milhões de euros para projetos de melhoria de eficiência energética das instalações desportivas.

PUB

Em 2023, haverá dois milhões de euros para apoiar, exclusivamente, projetos de melhoria da eficiência energética das instalações desportivas. O anúncio foi feito hoje, pelo secretário de Estado da Juventude e Desporto.

Numa nota enviada às redações, é anunciado o lançamento da 7ª edição do PRID, gerido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), que irá disponibilizar a verba em causa.

O objetivo é que este montante seja “totalmente canalizado para apoiar os clubes na racionalização do uso de energia, de água e gás”, como forma de “combater as alterações climáticas”.

As candidaturas para o PRID serão abertas durante o mês de janeiro de 2023. O programa “é direcionado a clubes e associações desportivas de Portugal continental e destina-se a promover a requalificação das instalações desportivas ao serviço das comunidades, com o principal objetivo de melhorar as condições de prática desportiva”, lê-se.

De referir que, de acordo com informação do IPDJ, as candidaturas apresentadas podem servir para proceder à reconversão dos sistemas de iluminação tradicionais para sistemas de tecnologia LED, tanto nas instalações de apoio como nas instalações desportivas, para instalação de meios de energia renovável, como painéis fotovoltaicos, para produção de energia para autoconsumo ou para instalação de sistemas solar térmico, com vista à produção de Águas Quentes Sanitárias (AQS).

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.