Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

“É importante dar mais poder e verbas às freguesias”

Toni Afonso é presidente da Junta de Freguesia de Vila Verde, no concelho de Alijó, mas também coordenador distrital da ANAFRE (Associação Nacional de Freguesias) e foi o convidado do último “Contrasenso”.

Questionado sobre as conquistas da ANAFRE nos últimos anos, Toni Afonso refere que “temos encontrado boas soluções para as juntas de freguesia”, nomeadamente “o aumento do Fundo de Financiamento das Freguesias (FFF), o protocolo com os CTT, em que é colocado um funcionário nas juntas, e também o facto de os presidentes serem funcionários da junta a meio tempo”.

“A ANAFRE defende as freguesias junto do poder central”, por isso “o grande desafio tem sido chamar as freguesias do distrito de Vila Real para fazerem parte da associação. Em dois anos conseguimos aumentar esse número em cerca de 10%, mas espero já em junho chegar aos 50%”.

Para Toni Afonso, é importante “dar mais poder às freguesias”, referindo-se à transferência de competências, mas para isso “é preciso dar-lhes também mais verbas porque não adianta dizer que são responsáveis por isto ou por aquilo se não tiverem capacidade para tal”.
E sobre o seu percurso à frente dos destinos da freguesia de Vila Verde, o autarca lembra que “entrei na política por acaso” e a experiência “está a ser agradável, mas desafiante”.

“Somos uma freguesia que estava um pouco esquecida pelo poder local e penso que temos feito um bom trabalho. Temos dado bastante dinamismo à freguesia, que é a maior do concelho de Alijó”, afirma. Já sobre o desafio que é ser presidente de junta no interior do país, Toni Afonso realça “os parcos apoios que recebemos do Estado”, mas vinca que “temos de estar unidos. Não podemos estar sempre a falar de um interior esquecido e a lamentarmo-nos. Temos de fazer algo para mudar isso”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.