Sábado, 2 de Julho de 2022

Elisabete Jacinto vai estar em Vila Real

A piloto portuguesa, Elisabete Jacinto, está a preparar uma Volta a Portugal no seu MAN M2000, para levar ao público a emoção dos ralis. Depois da participação no Rali AMV Shamrock, que não teve um saldo muito positivo, pois a piloto viu-se forçada a abandonar, quando liderava a sua categoria, Elisabete Jacinto prepara o seu […]

A piloto portuguesa, Elisabete Jacinto, está a preparar uma Volta a Portugal no seu MAN M2000, para levar ao público a emoção dos ralis.

Depois da participação no Rali AMV Shamrock, que não teve um saldo muito positivo, pois a piloto viu-se forçada a abandonar, quando liderava a sua categoria, Elisabete Jacinto prepara o seu MAN M2000 para o próximo desafio: uma volta a Portugal pelas capitais de distrito, a ter lugar entre 26 e 30 de Novembro.

Vila Real será presenteada com a presença da piloto (local a informar posteriormente), no dia 26, durante a tarde, seguindo, depois, para Bragança.

Ao todo, serão mais de 2000 quilómetros que a piloto vai cumprir, com a volta a começar no Porto e a terminar em Faro.

”Vai ser uma longa maratona. Será bem diferente de uma competição, mas, apesar das paragens, serão muito quilómetros diários que vamos ter de percorrer”, comenta a piloto, salientando que “queremos dar uma oportunidade a todos aqueles que não vão ter a possibilidade de assistir à partida de Lisboa ou às duas primeiras etapas portuguesas, para tomarem contacto com uma das máquinas da prova”, acrescentando:

”Só tenho pena de não conseguir ir aos Açores e à Madeira que também vibram imenso e são grande adeptos de uma modalidade, na qual os portugueses se têm destacado”.

Elisabete Jacinto, em 200, participará, pela nona vez, na mítica prova africana.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.