Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021
©DR

Executivo aprova redução da carga fiscal para as famílias

No âmbito da sua estratégia de apoio ao rendimento e fixação da população, o novo executivo municipal de Mondim de Basto anunciou que aprovou, na última reunião de câmara, um conjunto de medidas que têm como objetivo reduzir a carga fiscal das famílias Mondinenses.

-PUB-

As medidas aprovadas passam pela manutenção da taxa mínima do IMI, a definição da taxa de participação do IRS para os 4,5% e a aplicação do IMI Familiar, que a autarquia revela que irão ser adotadas já no próximo ano, de forma a “aliviar os encargos fiscais dos munícipes”.

No que diz respeito ao IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis, é intenção do executivo “manter a taxa no limite mínimo legal – quer para os prédios rústicos, cuja taxa está fixada nos 0,8%, quer para os urbanos com a taxa de 0,3%”.

Com a aplicação desta taxa mínima o município sublinha que “abdicará, no próximo ano, de um valor de receita superior a 150 mil euros”.

Esta foi uma das promessas do programa eleitoral do PSD, em que o executivo propõe “reduzir progressivamente a taxa do IRS, tendo definido para o próximo ano de 2022 a aplicação da taxa de participação do município nos 4,5%”. Com esta medida, segundo o executivo, os mondinenses verão devolvidos “um montante superior a 13 mil euros”.
Pela primeira vez, no próximo ano, será ainda implementado o IMI Familiar, uma medida que “permite poupanças até 70 euros por agregado familiar” e que irá “beneficiar 436 famílias do concelho, garantindo uma devolução na ordem dos 13 mil euros aos mondinenses.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.