Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2021
©DR

Exposição de “grandes paraísos naturais” chega a Portugal com estreia em Bragança

A cidade de Bragança será a primeira a ver, em Portugal, a partir da próxima semana, uma exposição com os “grandes paraísos naturais” da Terra, composta por trabalhos de reconhecidos fotógrafos internacionais de Natureza, divulgou hoje a promotora.

-PUB-

A iniciativa é da Fundação “la Caixa” que, como adiantou à Lusa, “traz, pela primeira vez a Portugal, a exposição “De Polo a Polo, uma viagem aos grandes paraísos naturais” com fotografias provenientes do arquivo da National Geographic Society”.

Esta exposição é, segundo a promotora, “uma viagem do Ártico à Antártida e por todos os biomas da Terra através de 52 fotografias marcantes” que “são obra de prestigiados e reconhecidos fotógrafos de natureza como Frans Lanting, Steve Winter, Paul Nicklen e Tim Laman, entre outros”.

Bragança “será o primeiro município a receber a exposição que faz parte do programa Arte na Rua, através do qual a Fundação ”la Caixa” pretende levar a ciência, a natureza e a cultura às pessoas fora do contexto habitual dos museus e salas de exposição e democratizar o acesso a arte”.

Nesta cidade, a mostra estará patente na praça da Sé, entre 08 de abril e 10 de maio, gratuita e acessível a quem passar na rua, nesta zona central da cidade transmontana.

“A exposição, em exibição pela primeira vez em Portugal, convida os visitantes a fazer uma viagem surpreendente por alguns dos mais espetaculares espaços naturais da Terra, muitos deles conhecidos como «hotspots», ecorregiões terrestres reconhecidas pela sua elevada biodiversidade e que estão gravemente ameaçadas pela atividade humana”, descreve a organização.

“De Polo a Polo” tem como objetivo “sensibilizar para a importância de proteger o planeta e também refletir sobre os efeitos da elevada taxa de extinção de espécies e da destruição de habitats como resultado do estilo de vida” da sociedade contemporânea.

“Mais de metade das espécies de plantas do mundo e mais de um terço dos mamíferos, aves, répteis e anfíbios vivem em apenas 2,3% da superfície terrestre, em habitats que estão a desaparecer.”, alerta.

As 52 fotografias proporcionam uma “viagem” pelo Mundo de norte a sul, passando pelos cinco continentes, com imagens der “paraísos naturais” desde as florestas asiáticas à savana africana, o Ártico e a Antártida, entre outros.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.