Sábado, 16 de Outubro de 2021

Idosos e funcionários dos lares de Peso da Régua vão ser testados

Depois de ter sido identificado um caso positivo numa das instituições, a Câmara Municipal de Peso da Régua decidiu testar cerca de 300 idosos e funcionários dos lares do concelho.

-PUB-

Na sexta-feira, o presidente daquela autarquia, José Manuel Gonçalves, informou que um funcionário de um lar da aldeia de Sedielos testou positivo à covid-19 e que todos os restantes 45 colaboradores e idosos desta instituição iriam ser testados.

O município disse hoje, em comunicado, que dos testes efetuados na Associação Santa Maria de Sedielos dispõe, “para já, do resultado de cerca de 50%”, sendo esse “resultado negativo”.

“Um indicador que traz alguma tranquilidade à instituição, aos utentes e a todos nós”, sublinhou.

Com a decisão de alargar os testes de rastreio, a câmara municipal disse que espera “reduzir o impacto do contágio no concelho, tentando, para isso, minimizar a propagação do vírus”.

Serão realizados testes à covid-19 a “todos os idosos que se encontram em lares de terceira idade, bem como aos técnicos deste serviço e de apoio domiciliário”.

“Este trabalho está concluído no Lar da Associação Santa Maria de Sedielos, avançando agora para os restantes lares, num universo de cerca de 300 pessoas”, frisou o município.

Segundo a autarquia, o concelho do Peso da Régua tem, atualmente, “duas pessoas infetadas” com o novo coronavírus.

A câmara vai também distribuir junto das instituições material de proteção pessoal, nomeadamente máscaras e luvas, e anunciou que reforçou a capacidade de resposta a situações em que seja necessário assegurar o isolamento profilático ou tratar casos de contágio pela covid-19, que pela especificidade dos sintomas, não necessitem de internamento hospitalar.

“Para isso, estão disponíveis 70 camas”, frisou a autarquia.

Em complemento ao Hospital D. Luiz I, fechado desde 2016 e que reabriu por causa da pandemia, a câmara instalou nas escolas EB 2,3 do Peso da Régua e no Centro Escolar das Alagoas, dois centros para acolher os utentes dos lares de terceira idade e outras situações que necessitem de apoio.

O município abriu na quarta-feira, no Hospital D. Luiz I, um centro de rastreio que, em quatro dias, realizou cerca de 150 testes.

No arranque, foram feitos testes a profissionais de saúde, que prestam serviço em instituições particulares de solidariedade social do concelho, com valência de lar para idosos, e foi, depois, aberto a todas as pessoas que apresentem sintomas da doença e que disponham de prescrição médica para a realização da análise.

Entretanto, foram celebrados protocolos com os municípios de Armamar, Mesão Frio, Tabuaço e Tarouca, para que possam recorrer ao centro de rastreio, em Peso da Régua.

“A estratégia de trabalho da autarquia continua fortemente centrada na prevenção do contágio e na amplificação da capacidade de resposta no concelho, por forma a garantir a melhor assistência aos reguenses”, frisou a câmara.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.