Quinta-feira, 7 de Julho de 2022

Inaugurado o Centro Escolar de S. Martinho de Mouros

O Primeiro-Ministro, José Sócrates, anunciou, em Resende, que as aulas de inglês vão ser estendidas, já este ano lectivo, a cerca de metade dos alunos inscritos nos dois primeiros anos do Ensino Básico. “Em 2005, não havia Inglês, no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Agora, 100 por cento das nossas crianças já tem Inglês, nos […]

O Primeiro-Ministro, José Sócrates, anunciou, em Resende, que as aulas de inglês vão ser estendidas, já este ano lectivo, a cerca de metade dos alunos inscritos nos dois primeiros anos do Ensino Básico.

“Em 2005, não havia Inglês, no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Agora, 100 por cento das nossas crianças já tem Inglês, nos 3.º e 4.º anos de escolaridade. Mas há uma novidade, pois metade dos alunos que se inscreveram, este ano, nos 1.º e 2.º anos. também já terão Inglês», acrescentou.

José Sócrates falava, em São Martinho de Mouros, na inauguração do primeiro dos três Centros Escolares do concelho que vai receber, neste ano lectivo, 250 crianças, oriundas de 14 estabelecimentos de ensino que encerraram, em quatro freguesias.

O Primeiro-Ministro acrescentou que “no próximo ano (2008/2009), nos quatro anos da antiga Escola Primária, actual 1.º Ciclo do Ensino Básico, haverá Inglês, para todas as crianças, em Portugal”.

Considerando modelar o novo Centro Escolar de Resende, José Sócrates referiu que, além da melhoria das instalações no Ensino Básico, o Governo fez um grande investimento na oferta de refeições, na aprendizagem musical e no desporto escolar.

Recordou que, em 2005, “apenas 35 por cento das escolas do 1.º Ciclo ofereciam refeições”, sublinhando que, actualmente, “existe uma capacidade de 70 por cento e, no próximo ano lectivo, chegaremos aos 100 por cento”.

Com a abertura do novo Centro Escolar, no Município de Resende garante-se, a todos os alunos que o frequentarão, transportes, refeições e apoios para material didáctico, no âmbito do Regulamento da Acção Social Escolar e Desporto Escolar. Uma das suas grandes inovações é o facto de todas as salas do 1.° Ciclo estarem equipadas com quadros interactivos.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.