Terça-feira, 27 de Julho de 2021
©Arquivo VTM

IPB faz 9 mil testes à comunidade académica para arranque das atividades letivas

Já começou no Instituto Politécnico de Bragança (IPB) o programa de rastreio ao Covid-19 através de teste rápido com antigénio.

-PUB-

Até ao final desta semana, estão a ser testados docentes e outros colaboradores que tenham contacto direto com alunos, e a partir do dia 19 serão submetidos a rastreio todos os alunos que retomem as atividades presenciais.

O programa está a ser implementado com recurso a meios internos do IPB e a previsão é de que na primeira semana de aulas sejam realizados cerca de nove mil testes. O IPB será ainda a única instituição de ensino superior que para todos os positivos, e através do seu Laboratório COVID, fará posteriormente um teste para confirmação e identificação da estirpe do vírus, por PCR e sequencial genética.

O Programa de Testagem no Ensino Superior já implementado no IPB, decorre no âmbito da Recomendação às Instituições Científicas e de Ensino Superior relativa a rastreios laboratoriais para a SARS-COV-2, preparada pela Direção-Geral de Saúde e para Direção-Geral do Ensino Superior que na atual situação epidemiológica, entende esta estratégia como uma medida adicional às medidas não farmacológicas para uma retoma mais segura.

A realização do teste é voluntária, embora seja recomendada para a implementação das medidas de prevenção e controlo de infeção por SARS-CoV-2 na comunidade científica e académica. No caso do IPB a comunidade será testada uma única vez, ou de 14 em 14 dias, caso o concelho entre em situação de risco (> 240 casos / 100 k habitantes em 14 dias).

Todas pessoas com teste positivo serão contactadas por via telefónica no prazo máximo de duas horas após a realização dos testes.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.