Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Joana Vasconcelos expõe obras em nova adega em Favaios

A artista plástica Joana Vasconcelos tem sete obras expostas numa nova adega de Favaios, no concelho de Alijó, que foi uma antiga destilaria que pertenceu à Casa do Douro.

A partir de segunda-feira, os visitantes poderão visitar na adega “Quanta Terra” a exposição da artista portuguesa, em tem raízes no Douro, mais concretamente em Peso da Régua, cidade onde o seu bisavô foi presidente da câmara municipal. “Tenho memórias da minha infância passada entre as vinhas do Douro, uma vez que a minha família tinha uma quinta na região”, disse, recordando os momentos em que percorria as vinhas íngremes ou tomava banho nos tanques, locais onde Joana Vasconcelos se inspirou para criar algumas das suas obras. “Estar aqui faz todo o sentido, visto que é um tema (vinho) que eu tenho vindo a trabalhar na minha obra, ao longo dos anos e em diferentes peças, o garrafão é um exemplo disso, os castiçais são outro”, afirmou a artista, adiantando que “há muito que tenho vindo a trabalhar o tema do vinho como um dos ícones da identidade portuguesa”.

@MF

Numa simbiose perfeita, Joana Vasconcelos encontrou na nova adega o palco para a ligação entre o passado e o presente, entre a tradição e a contemporaneidade, entre a arte, os vinhos e a mais antiga e regulamentada região demarcada do mundo – o Douro.

Celso Pereira, enólogo e proprietário da adega, referiu que foi possível “conjugar a arte com o vinho e a Joana acabou por aceitar o repto. Uma artista plástico da dimensão da Joana vir ao Douro fazer um evento destes que se vai estender de março a junho tem uma importância tremenda para o interior, mostra que queremos ser diferenciadores”.

Patente até 19 de junho, a exposição é o resultado de uma parceria realizada em 2021 entre a Fundação Joana Vasconcelos e os enólogos durienses. Foi ainda lançado um vinho tinto e um espumante, em que os rótulos foram criados pela artista plástica, numa edição limitada, que está à venda na Adega Quanta Terra.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.