Domingo, 22 de Maio de 2022

Junta de Freguesia da Cumieira foi assaltada

Os larápios atuaram durante a noite de domingo para segunda-feira. Levaram um cofre e vários documentos importantes.

O mês de janeiro terminou da pior forma para a Junta de Freguesia da Cumieira, no concelho de Santa Marta de Penaguião.

“Hoje abrimos a Junta para atendimento e tivemos uma desagradável surpresa. Durante a noite, os larápios fizeram-nos uma visita”, lê-se numa nota publicada na página de Facebook.

À VTM, Isabel Felizardo, presidente da Junta de Freguesia da Cumieira, explicou que “no domingo, houve um elemento da junta que foi lá e estava tudo bem. Ontem quando chegámos lá deparámo-nos com aquele triste cenário”, referindo que “entraram por uma porta lateral, depois danificaram uma porta forte, rebentaram com o aro da mesma, para aceder ao cofre”.

A autarca conta que “levaram o cofre, com algum dinheiro e documentos importantes”. A documentação “é algo que gostaríamos de reaver, daí o nosso apelo no Facebook”.

Questionada sobre se, nos últimos tempos, repararam em alguma motivação estranha, Isabel Felizardo diz que não. “Tudo normal e nem os vizinhos viram nada. Tem sido uma freguesia calma”.

A Junta de Freguesia não tem câmaras de vigilância e nem os vizinhos se aperceberam de nada, como é o caso de Agostinho Fernandes, proprietário de um café, mesmo em frente à sede da junta.

“O meu quarto é virado para a junta e não dei por nada. Aqui os vizinhos têm cães que costumam dar sinal e nada.”, conta, referindo que “já vinham com a lição toda estudada para saberem onde estava o cofre e não remexerem mais nada”.

Talvez por isso fique “com algum receio”, porque “se acontece aos vizinhos pode acontecer a nós também”.

Sobre movimentações estranhas, admite que “no domingo, à hora do futebol, passou aqui uma carrinha e abrandou. Se está relacionado ou não, não sei, mas não se coseguia ver a matrícula, o número estava apagado”.

A Junta de Freguesia apresentou queixa na GNR, que irá investigar o caso. O atendimento ao público será retomado amanhã.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.