Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021
©DR

Mais de 20 atividades dinamizaram a “Semana da Leitura de Lamego”

Durante a semana foi homenageado o poeta lamecense e um vulto nacional da lírica da sua época: Fausto Guedes Teixeira.

-PUB-

Mais de vinte iniciativas, que constituíram grandes momentos culturais, deram forma este ano à “Semana da Leitura de Lamego” que encerrou, no Teatro Ribeiro Conceição (TRC), com a realização de uma homenagem ao mais conceituado e reconhecido poeta lamecense e um vulto nacional da lírica da sua época: Fausto Guedes Teixeira. Este tributo, com as interpretações em palco da fadista Teresa Tapadas e do tenor Carlos Guilherme, também marcou a retoma da programação cultural do TRC, no âmbito da iniciativa “Descobrir Lamego com Fausto Guedes Teixeira”.

Com a participação ativa de milhares de alunos, professores e educadores de infância que promoveram, durante cinco dias, um importante trabalho colaborativo articulando saberes, experiências e cidadania, as bibliotecas e diversas instituições da cidade dinamizaram um enriquecedor programa de atividades dedicadas a escritores, contadores de histórias, webinars, recriações históricas e música. Uma grande festa à volta dos livros que procurou fomentar junto dos mais novos, em espírito de partilha e colaboração, o hábito de ler e amar os livros.

“Ler sempre. Ler em qualquer lugar.” foi o lema escolhido para a edição deste ano da “Semana da Leitura”. 

O evento percorreu as bibliotecas do concelho, de 19 a 23 de abril, com o objetivo de promover “a criatividade e a originalidade na exploração da palavra como testemunho da diversidade cultural, social, histórica e estética”. Numa iniciativa promovida pela Rede de Bibliotecas de Lamego, com o apoio da Câmara Municipal, a maioria das atividades decorreu em formato online, devido à atual pandemia.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.