Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021
© Arquivo VTM

Militares da GNR agredidos ao tentarem pôr fim numa festa ilegal em Vimioso

Militares da GNR do destacamento de Miranda do Douro foram na madrugada de sábado alvo de agressões, quando tentavam pôr fim a uma festa ilegal, no concelho de Vimioso, confirmou hoje à Lusa fonte do Comando Geral da GNR.

-PUB-

De acordo com a Divisão de Relações Públicas do Comando Geral da GNR, em Lisboa, “no decorrer de uma ação de patrulhamento, os militares da Guarda aperceberam-se que decorria uma festa nas traseiras de um estabelecimento, pelo que, deslocaram-se ao local no sentido de identificar o proprietário e fazer cessar a mesma”.

“Quando chegaram ao local constataram que se encontravam cerca de 80 pessoas naquele espaço, tendo estes indivíduos evidenciado desde logo um comportamento hostil para com a presença da GNR, injuriando, ameaçando e agredindo os militares da Guarda, inclusive através do arremesso de objetos”, indicou a mesma fonte

Segundo o Comando Geral da GNR, no seguimento da ação foram acionados os meios de reforço para o local, de forma a preservar a segurança e a integridade física dos demais envolvidos bem como dos militares da Guarda, o que levou à dispersão das pessoas presentes na festa e ao seu encerramento.

“Foram identificados três suspeitos e os factos foram remetidos para o Tribunal da área competente, distrito de Bragança”, indicou a GNR.

Dois dos militares da Guarda deslocaram-se a uma unidade hospitalar, onde receberam tratamento a pequenas escoriações e um corte numa orelha.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.