Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2022
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Mondim com 35 espetáculos programados até dezembro

Da música ao teatro, passando pela dança e pelo stand-up comedy, são vários os espetáculos programados para Mondim de Basto até dezembro.

PUB
Nos próximos meses, a agenda cultural do pretende colocar o “Mondim a rir” e “Mondim à roda”. Pelo meio, espaço para desenvolver a 1ª Mostra de Teatro Infantil.
Ao todo, são 35 os eventos programados, em várias áreas, desde o cinema, a música, o teatro, a comédia e a dança, pensados para todos os públicos, “sempre com o objetico de distrair, animar e cultivar o gosto pelas artes”, refere a autarquia.
A agenda cultural para outubro, novembro e dezembro foi dada a conhecer na terça-feira, sendo que a programação “não se vai cingir ao centro da vila, indo ao encontro da população mais dispersa, através do programa «O Favo nas Freguesias»”.
De entre a programação, destaque para a Banda Filarmónica Mondinense e para a Escola Municipal de Música que vão fazer espetáculos em diferentes localidades do concelho, “dinamizando as aldeias”, numa tentativa de “quebrar fronteiras para a criatividade e animação”.
No mês de outubro, destaque para o programa “Mondim à Roda”, que conta com três espetáculos de dança que se cruzam com a música, o teatro e o vídeo.
Já em novembro, o destaque vai para Diogo Batáguas, Paris e Carlos Vidal, comediantes que promentem colocar “Mondim a Rir”.
Olhando para o mês de dezembro, a programação encerra com a I Mostra de Teatro Infantil, com destaque para o espetáculo “Alice – O Musical” e ainda para o filme “O Pático das Cantigas” e para o concerto de Natal.
PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.