Sábado, 13 de Julho de 2024
No menu items!
Sofia Granja
Sofia Granja
Cardiologista Pediátrica Hospital da Luz Vila Real

O que é a cardiologia pediátrica?

“Uma criança não é um adulto em miniatura”

-PUB-

A Cardiologia Pediátrica é uma especialidade médica dedicada à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças cardíacas desde a vida fetal (gestação) até ao início da idade adulta (18 anos).

Se nos adultos a doença cardíaca advém sobretudo da exposição a fatores de risco e do normal “desgaste” ao longo da vida (doenças adquiridas), nas crianças a maioria resulta de anomalias no desenvolvimento cardíaco na vida fetal (malformações congénitas). Estima-se que em cada 1000 crianças nascidas, oito apresentem uma cardiopatia congénita, das quais cerca de metade necessitará de algum tratamento invasivo (cirurgia/cateterismo). Para além dos problemas congénitos, o coração pediátrico pode ser alvo de múltiplas doenças com atingimento dos diferentes componentes cardíacos, como as válvulas (febre reumática), miocárdio (miocardite), pericárdio (pericardite), artérias coronárias (S. Kawasaki) e grandes vasos.

Em ambas as circunstâncias (congénita ou adquirida), um diagnóstico precoce e um acompanhamento regular são a chave para um tratamento adequado. Esta é a função do Cardiologista Pediátrico.

A abordagem começa na vida pré-natal com o ecocardiograma fetal, habitualmente recomendado pelo obstetra, permitindo uma avaliação completa do coração fetal. Entre as indicações salientam-se: dificuldade/dúvidas na avaliação cardíaca fetal, gestação por técnicas de procriação medicamente assistida, causas maternas (doenças autoimunes, diabetes), causas fetais (marcadores de risco para trissomias, gestações gemelares), etc.
Após o nascimento, a avaliação cardíaca é geralmente solicitada pelo pediatra/médico assitente. Os motivos de referenciação são igualmente variados e variáveis de acordo com a idade da criança: sopro cardíaco, dificuldade respiratória, cianose, suspeita de arritmia (palpitações, noção de batimentos cardíacos muito rápidos/lentos), dor torácica, desmaios, cansaço fácil, hipertensão arterial, antecedentes familiares de cardiopatia, suspeita de doença sistémica, entre outras. Outra indicação frequente é a avaliação em contexto desportivo, por prática desportiva intensa ou de competição. Apesar das suas particularidades, a Cardiologia Pediátrica recorre às mesmas ferramentas de diagnóstico que a Cardiologia de adultos, entre as quais:

Eletrocardiograma – avaliação do componente elétrico; Ecocardiograma com Doppler – avaliação da anatomia cardíaca; Holter de 24 horas – registo da atividade elétrica durante 24h; Prova de Esforço – avaliação da atividade elétrica do coração antes, durante e após a realização de um esforço físico “máximo”; Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial (MAPA) – estudo da pressão arterial durante 24h.

Para terminar e reforçando, a cardiologia pediátrica é a especialidade médica dedicada ao coração em idade pediátrica, atentando as particularidades de cada período etário.

OUTROS ARTIGOS

ARTIGOS DE OPINIÃO + LIDOS

Notícias Mais lidas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.