Domingo, 3 de Julho de 2022

Primeira creche da sede de concelho vai receber 33 crianças

Depois da Iniciativa “Novas Oportunidades”, foi a vez do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais levar membros do Governo aos vários distritos do país. Em Vila Real, o dia ficou marcado pela colocação da primeira pedra na creche da Santa Casa da Misericórdia de Sabrosa que se juntará a centenas de outras novas […]

Depois da Iniciativa “Novas Oportunidades”, foi a vez do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais levar membros do Governo aos vários distritos do país. Em Vila Real, o dia ficou marcado pela colocação da primeira pedra na creche da Santa Casa da Misericórdia de Sabrosa que se juntará a centenas de outras novas infra-estruturas, apoiadas pelo Estado, e que vão permitir que sejam criados, até 2009, mais 25.400 lugares em creche.

Depois de colocada, no dia 8, pelo Ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, a primeira pedra da obra de construção da Creche da Santa Casa da Misericórdia de Sabrosa, espera-se que, dentro de 10 meses, aquele novo equipamento social esteja pronto a receber mais de três dezenas de crianças, com idades entre os três meses e os três anos.

“No dia 19, serão abertas as propostas e, dentro de 10 meses, vamos juntar, neste espaço, três gerações”, explicou Fernando Freitas, Provedor da Misericórdia de Sabrosa, salientando que a construção da creche representa o terceiro de um conjunto de três equipamentos (um lar de idosos e uma unidade de cuidados continuados) que constituem o tão ansiado parque social daquela Santa Casa que, no total, servirá mais de 80 utentes e empregará cerca de 60 funcionários.

Só a creche vai receber 33 crianças e empregar três educadoras e cinco auxiliares de educação. Representa a primeira da sede do concelho.

“É muito importante investirmos na qualidade de vida dos nossos cidadãos e darmos melhores condições para os jovens casais e para as suas crianças. Assim, estamos a combater a desertificação e a morte do mundo rural”, sublinhou José Marques, Presidente da Câmara Municipal de Sabrosa que também participou no financiamento dos 250 mil euros da nova creche, investimento que foi suportado, em 75 por cento, pelo Estado.

Pedro Silva Pereira sublinhou que, para além da comparticipação na construção do equipamento, o Governo, através do Centro Distrital de Segurança Social, vai continuar a apoiar a creche, com 220 euros mensais para cada criança, o que soma um total de 87 mil euros, por ano.

“O que o Governo está a fazer, em parceria com as instituições de solidariedade social e as autarquias, é dar mais apoios às famílias portuguesas. Já há algum tempo lançamos os abonos de famílias para as grávidas e o reforço do abono para as famílias numerosas, e, hoje, o governo está a fazer chegar, a todo o país, o Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES)”, explicou o Ministro da Presidência, contabilizando que as creches previstas darão lugar a mais 25.400 crianças. Pedro Silva Pereira revelou, também, que este projecto permitirá que o país atinja “em 2009, metas que a Europa aponta, apenas, para 2010”.

“Este equipamento social, no concelho de Sabrosa, constitui um sinal de esperança e, também, um sinal de viragem, nas políticas de apoio à família e ao desenvolvimento do interior”, considerou o membro do Governo.

Visivelmente satisfeito, Fernando Freitas avançou, no entanto, com outro “sonho” da Misericórdia sabrosense: a construção de mais um lar que possa dar resposta à lista de espera do concelho que conta já com cerca de 70 idosos.

 

Maria Meireles

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.