Segunda-feira, 4 de Março de 2024
No menu items!

PSD venceu eleições intercalares para Assembleia de Freguesia de Ligares

O PSD venceu as eleições intercalares para a Assembleia de Freguesia de Ligares, no concelho de Freixo de Espada à Cinta.

-PUB-

A sufrágio apresentaram-se duas listas, uma do PSD liderada por Paulo Pereira e outra do PS Ademar Bento, numa freguesia em que estavam inscritos 302 eleitores.

De acordo com o edital, o Partido Social Democrata arrecadou 119 votos contra os 105 do Partido Socialista. Houve ainda dois votos brancos e seis nulos num ato eleitoral em que votaram 232 inscritos.

As eleições naquela freguesia transmontana, que tiveram lugar este domingo, decorrem da renúncia ao mandato da maioria dos membros da lista liderada por Fábio Pereira, eleito nas autárquicas de 2021 pelo PSD.

Em 20 de setembro, o presidente da concelhia do PSD de Freixo de Espada à Cinta, José Estácio, indicava que “o autarca Fábio Pereira que presidia a Junta de Freguesia de Ligares eleito por esta força política apresentou a sua renúncia ao cargo, motivada pela busca de melhores oportunidades de vida”.

“Essa oportunidade encontrou-a fora do país, à semelhança de muitos jovens que encontram na emigração uma oportunidade para melhorar a sua qualidade de vida e um futuro mais promissor”, vincava José Estácio.

A mesma nota do PSD explicava que, “sendo o presidente de junta o único eleito da freguesia cujo lugar é definido por sufrágio dos eleitores, a quase totalidade dos restantes elementos optou também pela renúncia, o que levou à convocação de eleições, inicialmente previstas para o dia 29 de outubro e posteriormente alteradas para o dia 26 de novembro de 2023”.

A renúncia de Fábio Pereira (PSD) ao cargo de presidente da Junta de Freguesia de Ligares foi apresentada em 28 de junho.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.