Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021

Rede de Teatros e Cineteatros arranca com 50 equipamentos culturais

Teatro de Vila Real faz parte da lista de equipamentos culturais credenciados que, em breve, poderão concorrer a apoios à programação.

-PUB-

A Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP) vai arrancar com pelo menos 50 equipamentos culturais credenciados que, a partir de outubro, vão poder candidatar-se a um apoio à programação.

O anúncio foi feito pela Direção-Geral das Artes, explicando que se tratam de “50 auditórios, centros culturais, cineteatros, teatros e fóruns”, espalhados “um pouco por todo o território nacional”.

Estes equipamentos obtiveram a credenciação para integrar a RTCP e vão poder concorrer a um apoio à programação, cujo prazo de abertura foi prolongado de 27 de agosto para 9 de outubro.

Segundo a DGArtes, “na primeira fase de candidatura de adesão foram submetidos 89 pedidos de credenciação”, tendo sido aceites 50, e neste momento estão a ser analisados os restantes.

Recorde-se que em julho, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, revelou no parlamento que a linha de apoio à programação da RTCP terá uma dotação entre cinco e seis milhões de euros.
Nesta primeira fase, e de acordo com o regulamento, os equipamentos localizados nos concelhos de Lisboa e Porto não puderam concorrer, “para que as verbas cheguem a “realidades territoriais mais carenciadas em termos de recursos, projetos e dinâmicas culturais e artísticas.”
Da lista que foi agora divulgada constam dois equipamentos da região de Trás-os-Montes e Alto Douro, são eles o Teatro Municipal de Vila Real e o Teatro Ribeiro Conceição (Lamego).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.